30 de mar. de 2010

Na audiência, o desabafo do Secretário de Saúde


Inconformado, Junão citou vereadores e rebateu críticas. Depois, confirmou sua saída do cargo
O Secretário de Saúde de Guaíra, Antônio Manoel da Silva Júnior – Junão – aguardou que sua equipe apresentasse os resultados dos atendimentos na área durante todo o ano de 2009 nos setores de planejamento, vigilância sanitária, vigilância epidemiológica, transporte, PSFs, pronto atendimento e Centro de Especialidades Odontológicas. Em seguida, fez um discurso de desabafo, conforme ele mesmo admitiu.
Criticou a política de saúde do governo federal e estadual que, por exemplo, impede Guaíra de poder contar com um aparelho de tomografia e citou alguns vereadores: disse que “Dr. Cecílio que estava aqui até há pouco, deveria ter ficado para o debate”, mas também elogiou por ter levantado a questão da reforma do Posto da Rua 12. Criticou Cida Armani que dissera em outra oportunidade estar com saudades do Dr. Rosinha (ex-secretário) e revelou que o atual Presidente da Câmara, José Renato Tavares, lhe pediu favores particulares.
Sobre um dos maiores problemas enfrentados em sua gestão, o da anunciada falta de medicamentos na farmacinha da Prefeitura, explicou que houve entraves burocráticos e extravio de remessas de medicamentos adquiridos pela prefeitura, mas, não ocorreu falta. Pediu à equipe que divulgasse relatórios sobre os medicamentos distribuídos.
Ao final, disse que deixará o cargo, permanecendo apenas até quando o Prefeito José Carlos Augusto puder escolher um sucessor.
“Permanecerei no cargo até o dia em que o Prefeito tiver condições de anunciar o Secretário que irá me substituir”, frisou Junão.
Fonte: “O Jornal – Edição 71 – 29/03/2010”

Um comentário:

Anônimo disse...

ai nenhum secretario aguenta falta vergonha na cara ai nao ate quando