19 de abr de 2011

Um Legislativo Brasileiro de Olhos Vendados.

O papel do Assessor é muito importante em qualquer que seja sua função, desde servir o Prefeito ou até mesmo ser útil na Câmara de Vereadores Brasil a fora, por isso tal responsabilidade é de grande importância.
Pois BEM, a ética, a moral e o respeito ao dinheiro público, parece passar longe de algumas pessoas que só pensam em ganhar dinheiro a custa da prática da imoralidade, moral subtraída debaixo de quem deveria dar exemplo, esse é o País de todos.
O exemplo deveria partir do lado de quem fiscaliza, quem fiscaliza, questiona, denuncia e faz valer o direito do cidadão, que paga seus impostos para manter a dignidade estampada na atitude dos vereadores desse imenso Brasil.
O bom costume e a ética sempre deve caminhar ao lado de quem faz as Leis, e fiscaliza as mesmas, por isso, quantas controvérsias no meio de quem faz as leis, e deixam de fiscalizar quem está ao lado praticando atos imorais. O que dizer desse pessoal que não consegue analisar o erro debaixo de seu nariz. Que moral tem de questionar alguém? Se depender das urnas, já viu NÉ!
Quem não deve não teme, o dinheiro público é do POVO, somente do POVO, e deve ser BEM empregado na comunidade que paga seus impostos, por isso devemos presar pela legalidade, quem é Assessor é Assessor, somente Assessor, e ponto FINAL.
O que vem acontecendo em muitas cidades Brasil afora, com a falta de ética em algum Legislativo vendado os olhos, que finge em não ver a imoralidade de Assessores que fazem o que BEM quer nas Casas de Leis desse Brasil da impunidade.
O dia que os pingos nos I (s) forem colocados pelo “Tribunal de Contas”, muita coisa irá mudar para o BEM de toda comunidade que anseia pela ética, seja ela qual for, desde um Assessor a um Jornalista.
Uma coisa é certa: quem fiscaliza dá bom exemplo, e com isso ganha credibilidade na sociedade que é inteligente e sabe que a função de assessorar deve ser assessorar, quem é apresentador de rádio é apresentador, e assim caminha a humanidade, com ética, responsabilidade e respeito ao POVO.

Nenhum comentário: