19 de set de 2011

O que me assusta não é grito da omissão da imprensa, mas o silêncio da comunidade de baixa renda.

Imagem ilustrativa.

A imprensa tem gritado para silenciar todos que vão contra seus interesses próprios, o monopólio chamado imprensa mercenária pertencente a algumas famílias, que há anos vivem a custa das Prefeituras desse País da omissão.
A imprensa não tem exercido sua função fiscalizadora, contrapondo esse lamentável fato, o recurso que deveria ser destinado ao desenvolvimento da comunidade de baixa renda, está sendo revertido para pagar os contratos com a imprensa, e sustentar as benesses da família imprensa, veja você mesmo, quanto que a imprensa recebe por ano, para omitir os fatos pertinentes a comunidade menos favorecida, analise, reflita quantas vezes a imprensa visitou seu bairro, a uma inversão de valores nas páginas da imprensa que manipula e subtrai os direitos da comunidade, falando nisto, cadê o espírito imortal da ética jornalista?
A imprensa é um câncer que assola muitos municípios, com a omissão da imprensa, no futuro os investimentos na segurança terão custo muito elevado, fruto do sistema produzido pela imprensa, hoje a imprensa silencia para proteger seu patrão, no futuro ela julga e condena a violência nas periferias, e o preconceito é maior nas páginas dessa imprensa que vive a custa do dinheiro público.
O silêncio da comunidade menos favorecida que convive com a omissão da imprensa tem sido assustador, a imprensa deveria servir a comunidade, mas serve os soldados do BEM ou do Mal desse Brasil afora, a imprensa veste saia azul e, está sempre de guarda, para proteger o sistema que passa despercebida pelas autoridades competentes.
Vamos dar um basta na omissão da imprensa, por um País muito melhor.

Nenhum comentário: