3 de fev de 2012

Não Venda Seu Voto! Tenha dignidade acima de tudo!


Com a aproximação das eleições municipais, em todo o Brasil, há uma preocupação muito grande por parte da sociedade civil organizada, como percebe-se através das ONGs que combatem á corrupção, no que diz respeito à compra de voto.
Infelizmente, com a chega de mais um pleito eleitoral, muitos candidatos a cargos públicos tentam burlar o processo DEMOCRÁTICO através de pratica mais abominável existente na vida política, ou seja, utilizando de mecanismos inescrupulosos, ele (político) tenta de várias formas apossar-se do voto daquele eleitor menos esclarecido e, muitas das vezes, sem condições financeiras, acaba sendo obrigado a aceitar aquela oferta ofertada por aquele que se diz ser o político justo.
Esse homem que, em minha opinião, não passa de um político sem pudor e muito menos sem caráter, que chega, ás vezes, a ponto absurdo de falar na cara dos eleitores, que ao comprar aqueles votos por um valor “x” antes das eleições, em seguida, se vencer as eleições, ele pagará outro restante com um valor mais atrativo.
É por essas e por outras más condutas nas ações por parte de alguns samaritanos disfarçados como políticos que, infelizmente, aquelas pessoas que não tem o devido conhecimento e informação sobre a “verdadeira política”, acabam por se vender, ou seja, se rende e por causa dessa rendição política, ele acaba comprometendo o futuro de sua cidade, sua comunidade e a sua própria qualidade de vida.
Esse processo irresponsável envolvendo a compra de voto em nosso país, infelizmente, ainda, acaba por incluir pessoas mal intencionadas á frente dos poderes Executivos e Legislativos, sobretudo, oferecendo os “nossos recursos públicos” que deveriam ser destinados as comunidades que o elegeu. Mas o que é feito pelo político mal intencionado: acabam sendo desviados para o bolso do mesmo, que ainda continua pagando de bom samáritano, através dos seus discursos, dos ideais do partido (nessa hora o partido sempre é lembrado...!), das idas e vindas até os grandes centros do país onde se localizam o governo federal, hora ou outra, o governo estadual, mas que só trazem fotos tiradas ao lado dos outros políticos em suas bagagens.
A classe de baixa renda é a mais procurada pelos políticos mal intencionados, principalmente, em épocas de eleições, pela falta de informação, ela (classe de baixa renda) acaba sendo vítima de boas propagandas e, muitas das vezes, coagida pelos políticos mal intencionados que sempre dizem que aquele outro político não vai fazer, não vai trazer, não vai construir, ele não gosta de vocês, etc.
Entretanto, com a aproximação das eleições municipais, existe a possibilidade muito grande da classe menos favorecida ser vítima de pessoas que querem viver á custa das prefeituras e câmaras municipais, contudo, ás ONGs de Combate á corrupção que deveriam e devem ser a verdadeira representatividade da Sociedade Civil Organizada formar uma coalizão com o poder público no sentido de desenvolver um importante trabalho junto ás escolas, ainda no sentido de orientar os alunos sobre a importância do seu voto quando os mesmos estiverem com idade para exercer o “direito a votar”, ainda juntos, eles poderiam criar novos mecanismos para combater á venda de voto durante o período eleitoral. Acredito que através de ações simples como estas (inclusive os nove vereadores de Guaíra, poderiam executar aquele projeto do Vereador Jovem Mirim), teremos mais cidadãos conscientes para escolher num futuro não muito distante, os nossos VERDADEIROS POLÍTICOS. É claro que caráter não é muito aceitável dentro da política, ou que seja uma pratica exigido dentro dos partidos, mas nada que, “nós” (eleitores) não podemos começar exigir que comece a fazer parte da dignidade da política nacional. Podemos e devemos começar por nossa própria cidade, se for o caso?!
Para finalizar: Se você vende seu voto, sua cidade paga caro! Lembre-se que este ano, é um ano eleitoral, um ano onde volta os tapinhas nas costas, mas depois de eleito, vai você procurar essas pessoas na Câmara Municipal ou mesmo no Paço Municipal pra ver se eles se lembram do compromisso de campanha na hora daquele afável tapinha nas costas.
E a frase de efeito, como por exemplo: “...Eu nasci nessa terra e nela morrerei!” Cuidado porque depois de eleito as coisas mudam: “...Quem não estiver satisfeito com Guaíra, que mude daqui...”
Seja inteligente! Não se deixe levar pelas aparências dos políticos que prometem aquilo que nem o “Mister M” consegue fazer: acabar com a corrupção mundial!
Vamos juntos e pela primeira vez, dar uma verdadeira lição de CIDADANIA: NÃO VENDA O SEU VOTO!!!

Um comentário:

INSTITUTO GOIAMUM disse...

Vender e comprar voto deveria ser crime contra a pátria!