20 de mar de 2013

Os relinchos e as patadas da família do jornalão sobre a Festão do Peão.

Por Adeir Alves.

 A família do jornalão saiu da toca relinchando e dando patadas nas redes sociais sobre o Festão do Peão, que é um evento particular que sempre recebeu recursos públicos para ser realizado em nosso município. O descontentamento e os relinchos e as patadas da família do Jornalão está sendo ouvido nos quatro cantos da cidade.
Como podemos ver a preferência da família do Jornalão, é pela Festa do Peão e não pelas casas populares, enquanto isso a comunidade periférica tem sofrido com déficit habitacional nos últimos quatro anos.
O comércio que é um gerador de impostos, também tem sofrido com déficit econômico, no período que é a realização a Festa do Peão. Também tem a questão dos terrenos que se localiza em volta do Parque de Exposição Ademir Giovanini Augusto, e sempre foi utilizado como estacionamentos, foram todos loteados - entretanto - estacionamentos particulares para a festa ficará difícil esse ano. Uma festa particular que não traz benefício para cidade, não tem o porquê ter a participação financeira da Prefeitura. A beleza do Parque de Exposição Ademir Giovanini Augusto, no final desta festa, dá lugar a um cenário de destruição. Outra questão a ser pontuada neste texto, é a contribuição que a Prefeitura é obrigada a repassar para esta festa particular ser realizada a gosto da elite e da família do Jornalão, o que deixa a Prefeitura engessada pra investir na cidade. É importante ressaltar para os leitores desse humilde blog, o que estamos discutidos neste texto é a questão do dinheiro que a Prefeitura repassa para esta festa particular, bem com a extinção dos estacionamentos, e também a destruição do Parque de Exposição, junto com os gastos de água, energia e funcionários públicos que a Prefeitura disponibiliza, para manutenção, não podemos esquecer-nos da prioridade do município, que são a construção das casas populares para os munícipes de baixa renda. A população é inteligente, e saberá avaliar quais são as prioridades do município: a realização da Festa do Peão que é particular e alegra a elite e família do Jornalão, ou a construção das casas populares que resolverá o déficit habitacional muito acentuado nos últimos quatro anos.

Nenhum comentário: