26 de jun de 2013

A juventude deverá renunciar aos anseios da imprensa.

Por Adeir Alves

Como mencionei em outro texto aqui mesmo nesse espaço democrático neste humilde blog, sobre á questão da manipulação escancarada da imprensa entre nossos jovens, sorrateiramente, inconscientemente há uma inversão de valores estabelecida na angustia da imprensa desmamada.

Antes de prosseguirmos com essa discussão, é preciso que nossos jovens tenham senso crítico para renunciar a malvadeza da imprensa e anunciar a próxima pauta sobre a manipulação da imprensa.

A força das manifestações emanada pelos nossos jovens por todo País, de fato, chamou a atenção dos Governos sobre a omissão dos serviços públicos e o fim da corrupção, entre outras questões pertinentes ao desenvolvimento da classe pagadora de impostos.

As manifestações legítimas oriundas da omissão de governos¸ teve início com o Movimento Passe Livre (MPL) em São Paulo, e potencializou por várias capitais, alertando os Governos quanto o grito de insatisfação de nossos jovens.

Na medida em que as manifestações avançam, famílias acostumadas a viver à custa do dinheiro público, com seus jornais, sem ser convidada - camufla entre os jovens - com objetivo egoísta e discurso manipulador e tendo como foco, usar os jovens como massa de manobra política para atacar governos, é óbvio a atitude perversa da imprensa, como se nossos jovens fôssemos mentes vazias a serem preenchidas com os anseios da imprensa sem ética.

Na verdade, a imprensa sem o consentimento dos jovens quer dominar a situação e manipular os discursos legítimos da classe jovem, a inversão de valores moldada pelos anseios da imprensa desmamada, acostumada a viver à custa de Prefeituras, é sem dúvida, um enigma a ser desvendado pela nossa juventude.

Nenhum comentário: