30 de jul de 2013

Papa estimula protestos contra Globo

Por Altamiro Borges, em seu blog:

 A mídia fez de tudo para politizar a visita do papa Francisco ao Brasil. Cauteloso, o líder religioso bem que evitou entrar nas bolas divididas, enfatizando que desconhecia a realidade nacional. Mesmo assim, jornais, revistas e emissoras de tevê insinuaram que ele condenou a corrupção no país e incentivou manifestações de rua. O Globo até estampou no título: "Papa estimula jovens a protestar". Já que se trata de aposta, não de jornalismo, dá para intuir que ele também defendeu novos protestos contra as manipulações deste império midiático. É só ler atentamente o que o papa disse ao repórter Gerson Camarotti, da Globo News: 

"Com toda a franqueza lhe digo: não sei bem por que os jovens estão protestando. Esse é o primeiro ponto. Segundo ponto: um jovem que não protesta não me agrada. Porque o jovem tem a ilusão da utopia, e a utopia não é sempre ruim. A utopia é respirar e olhar adiante. O jovem é mais espontâneo, não tem tanta experiência de vida, é verdade. Mas às vezes a experiência nos freia. E ele tem mais energia para defender suas ideias. O jovem é essencialmente um inconformista. E isso é muito lindo! É preciso ouvir os jovens, dar-lhes lugares para se expressar, e cuidar para que não sejam manipulados". 

 O blogueiro Ricardo Noblat, hospedado no sítio do jornal O Globo, deu destaque hoje para este trecho da entrevista. Ele apenas retirou a última frase: "cuidar para que não sejam manipulados". Curioso, né!

Nenhum comentário: