16 de set de 2013

Momento de Reflexão:

Por Dr. Rafael Gasparino, nas redes sociais:

 Muito se tem falado, discutido, inquirido e até se afirmado sobre a situação legal do Prefeito Sérgio de Melo no que diz respeito à decisão condenatória por improbidade administrativa (caso da recondução de funcionario) proferida pelo Tribunal de Justiça Paulista. À boca miuda, vários são os pareceres advinhativos, os meios sugeridos e os fins esperados, porém, a real situação só será conhecida após manifestação das autoridades competentes, responsáveis pelo deslinde do caso, não cabendo a nós, que não conhecemos o processo ou teor da decisão, emitir qualquer juízo de valor, o que seria, senão aético, no mínimo uma deselegância impertinente.
Ademais, o próprio Prefeito, em atitude honrosa, já prestou contas a comunidade de sua situação, demonstrando confiança e serenidade, razão pela qual, estando o mesmo inteirado dos fatos, não há razões para mais burburinhos. Respeitemos as autoridades constituídas, suas decisões e cuidemos de nossos próprios problemas. Há título de esclarecimentos, para se encerrarem "disses me disses" que correm nos gabinetes profissionais da cidade, eu, Rafael Gasparino, por possuir formação profissional garantista, sendo favorável a manifestação de todos os recursos previstos por lei, defendo a inconstitucionalidade de qualquer antecipação de pena que antecipe o transito em julgado da decisão. Essa é minha posição oficial, o resto são falácias. Por fim asseguro, mesmo fazendo parte de grupo que se opõe a atual administração, respeito as pessoa de Sérgio de Melo, por quem tenho estima e consideração, e, embora as vezes me exasperando em minhas paixões políticas - pelo que me penitencio - não possuo qualquer motivo para desejar mal ou tecer impropriedades contra sua pessoa.

Nenhum comentário: