10 de set de 2013

Os três que não deixarão saudades.

Por Adeir Alves:
A gestão Zecarlista foi marcada por inúmeras condutas autoritárias que levaram o governo do ex-prefeito a ser surrado nas urnas em 2012, foi uma lavada de votos que ficará na história do município.

O ex-prefeito soltou as rédeas de seu governo, como um bom funcionário que sempre foi na sua trajetória de vida - delegou poderes ao Ex-Chefe de Gabinete, que, sem experiência, não teve um bom aproveitamento no cargo, o resultado nas urnas nas últimas eleições, não deixaram dúvidas.


Sem força política junto ao Governo Estadual e Federal, e mesmo não tendo oposição por parte da Câmara da época e da imprensa amiga, o ex-prefeito não conseguiu grandes feitos em seu governo e, em nome do companheirismo, não ouviu os anseios da população sob a reforma administrativa, suportou as críticas e manteve o Ex-Chefe de Gabinete no cargo. 


O esporte caminhou sem novidades durante a gestão Zecarlista, no entanto, o Ex-Secretário e empresário de jogadores sempre esteve ausente na pasta do esporte, as escolinhas de bairro ficaram escassas, as quadras dos bairros destruídas, sem implementação de projetos inovadores, o descontentamento da população foi marcado pelo rechaçamento nas urnas em 2012. O fim do programa Segundo Tempo também contribuiu para a derrota do ex-prefeito. 

Na educação a pasta que arrebanha 25% do orçamento municipal, conseguiu concluir um fato inédito, deixar as crianças da rede de ensino, que são a maioria moradora das regiões periféricas, suportarem o frio de todas as manhãs, sem uniformes. A título de esclarecimento, as crianças só receberam os uniformes depois de muitas críticas, e ainda no último ano da gestão, a população não perdoou e respondeu sua indignação nas urnas. 

Outro fato inédito que repercute até hoje em nosso município, foi a não implantação da Internet Gratuita em todos os bairros da cidade e os 15 Ônibus Universitários prometidos exaustivamente pelo Ex-Chefe de Gabinete durante a campanha que consagrou o grupo “União e Progresso”, em 2008. 

Zé Carlos tentou não morrer politicamente abraçado com os três, mas não teve força política para executar a gritante reforma administrativa, em seu governo, forçado pelo grupo e, em nome do companheirismo, tentou esconder o fracasso dos três, com um robusto investimento em marketing político, gastando o mundo e o fundo com a imprensa amiga. 

Outro fato que chamou a atenção da população periférica foi quando dois pontos de Internet Gratuita foram instalados no centro da cidade, um na Praça São Sebastião e o outro na Casa de Cultura Professor João Augusto de Mello, excluindo as regiões periféricas da cidade.

Nenhum comentário: