30 de dez de 2013

Mello terá que usar a tática de colocar Denir como escudo contra os ataques da imprensa desmamada

Por Adeir Alves:

Um ano de realizações do governo Melista, um ano de ataques sem fundamentos da imprensa desmamada, foi um ano de descontrole emocional por parte da imprensa que linchou Mello.

 O ódio da imprensa que apoiou a campanha Carlista, sem sobra de dúvidas, foi germinado com a vitória de Mello nas urnas e, agora a compra dos terrenos para construção de uma parte das Mil casas e o anúncio da UPA 24 horas, conforme compromisso de campanha, o 
ódio aflorou com o recape por toda cidade, houve um descontrole da alcatéia da imprensa em atacar o governo Melista.

 Mello e seu partido político ficaram acuados em seu gabinete, enquanto o vice-prefeito trabalhava para o crescimento econômico do município, a imprensa silenciou por alguns dias, mas sempre fatos novos eram criados pela imaginação perversa da alcatéia para atacar o governo Melista. 

Horas minhas bolas, como podemos prosseguir com este texto sem mencionarmos que saímos de um gestão que foi uma verdadeira calamidade, uma gestão que sustentou a família da imprensa por longos quatros anos, evidentemente, na gestão passada houve uma paralisia nos movimentos decadentes da imprensa, quanto a cobrança da construção de casas populares e o freamento do crescente alavancamento de especulação imobiliária assolado na gestão Carlista, que favoreceu os loteadores e deixou a família guairense em maus lençóis, pagando um aluguel mais caro da região. 

O leitor desse humilde blog deve estar começando a entender o porquê do ódio da imprensa pela gestão Melista, e olha que há quase um século está mesma imprensa, com sua conduta antiética, sorrateiramente vem favorecendo grupos políticos e loteadores financiadores de campanhas – confesso - é triste saber que, na vida política, a imprensa está mendigando e sobrevivido a sombra do dinheiro público. 

Voltando a falar de coisas boas, saímos de um governo parasita e entramos em um governo que priorizou os anseios dos pobres, com o crescente número de empregos no primeiro semestre desse ano e a inaugura o PAE – Posto de Atendimento ao Empreendedor do Sebrae. Entretanto, mais uma vez a alcatéia da imprensa desmamada fez feio, aproveito o fraco poder do corpo de comunicação do Paço Municipal e, não deixou barato, partiu para os ataques caluniosos, no sentido de enfraquecer o governo Melista. 

O ano de 2014 será um ano difícil para a gestão Melista, com as marcações cerradas e pouco honestas da imprensa que fazendo seu papel de porta-voz de seu grupo político, atacará Mello que não poderá recuar quanto os ataques caluniosos da imprensa que apoiou descaradamente a campanha Carlista, sobretudo, Mello terá que usar a tática de colocar o vice-prefeito Denir Ferreira dos Santos (PSB) como escudo no sentido que ele possa contar com o apoio do povo, contra os ataques politiqueiros da imprensa.

Nenhum comentário: