4 de fev de 2014

NÃO TIVE UMA SEGUNDA CHANCE

Por Sebastião Vancim Filho, nas redes sociais:

 Quando aceitamos a pedido do prefeito Sergio de Mello a missão de comandar o setor de compras da prefeitura de Guaira, fiquei lisonjeado mas também preocupado, pois ele mesmo o rotulou de "é uma fria este setor ", como não sou de fugir de desafios, aceitei. 
Humildemente pedi ajuda aqueles que lá estavam, não me importando se eram aliados políticos ou não, considerei-os e continuo a considera-los como pessoas qualificadas, comprometidas com o trabalho e recebi respeito e dedicação de todos. 

Inicio de gestão e muito a fazer por uma empresa desestruturada e desabastecida de prioridades básicas, como combustíveis, materiais de limpeza e higiene, equipamentos de informática até alimentos para os animais no zoológico estava faltando. 
Muita pressa e correria para atender em caráter de urgência todas as necessidades de todos os setores em um primeiro mês, onde a prioridade máxima era a licitação para contratar toda estrutura do carnaval, muito próximo naquele ano. 
Depois do carnaval não veio a bonança, mas sim a luta árdua para atender as necessidades de uma empresa totalmente sem planejamento, em um sistema viciado e totalmente descentralizado, onde cada setor tentava resolver seus problemas de forma instantâneas e irregulares.
 No intuito de não permitir que projetos se atravancassem por falta de equipamentos básicos de informática, autorizamos o pagamentos de compras de alguns computadores e impressoras, assim como materiais de manutenção dos mesmos, sem uma devida licitação, necessária nestes casos. 
A que se considerar que o CPD (centro de processamento de dados) setor responsável pelas compras e técnico na escolha dos equipamentos de informática, fez todas as pesquisas de preços em todas as vezes que cada setor de forma independente e em momentos diferentes as solicitava.
 Sei que um erro não justifica outro, mas sabemos que em todos as primeiros anos de uma nova gestão , essas falhas são justificadas e entendidas, isso não aconteceu conosco, fomos arduamente questionados e denunciados ao Ministério Publico pelo vereador Marco Pugliesi, que por uma questão unicamente politica, viu neste ato a oportunidade de atingir a administração municipal. 
Já planejávamos mudanças no modo de trabalhar e intensificamos as reuniões para por em pratica uma estrutura centralizada e totalmente controlada pelo setor de compras. 
Sabíamos que não seria fácil quebrar barreiras, e conseguir a adesão de todos para que isso acontecesse, mas com o apoio e determinação do prefeito Sergio de Mello fomos em frente com o nosso plano, ampliando o espaço físico e convidamos alguns funcionários de outros setores a nos ajudar. Alguns aceitaram, outros temerosos não. A expectativa era de que dentro de um prazo máximo de um mês tivéssemos essa primeira etapa concluída e uma empresa com o mínimo de estrutura em abastecimento e legalidade nas compras publicas atingidas. 
NÃO TIVEMOS UMA SEGUNDA CHANCE, fomos forçados a abandonar o barco no final da tempestade. 
Com a consciência tranquila de que fiz o melhor que pude diante de tantas dificuldades, só me resta acreditar que mais uma vez Deus comanda minha vida e nele confio sempre e que a justiça divina , será sempre melhor que a dos homens. 
Agradeço primeiro a Deus pela oportunidade de servir, ao prefeito Sergio de Mello pela confiança de sempre, aos amigos que ganhei em todos os setores da administração. 
Desejo e tenho a certeza de que esta gestão sairá vitoriosa e oferecerá muitas coisas boas a população Guairense. Um forte abraço a todos .

Nenhum comentário: