10 de abr de 2014

EM RELAÇÃO AO CONTEÚDO DIVULGADO PELA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA, 9 DE ABRIL, NO JORNAL O GUAÍRA, A PREFEITURA E O PREFEITO SÉRGIO DE MELLO ESCLARECEM O SEGUINTE AOS LEITORES

Da Prefeitura Municipal - Guaíra/SP: 

 Em nenhum momento O Guaíra entrou em contato com o prefeito Sérgio de Mello para entrevista-lo e obter esclarecimentos sobre os assuntos veiculados pelo jornal. 

 • O Código de Ética dos Jornalistas determina que qualquer veículo de informação sério deve sempre ter o cuidado de publicar a versão de todas as pessoas citadas na notícia, fato que não aconteceu.

 • Ao contrário do que diz o texto, a Prefeitura raramente recebe um contato da redação de O Guaíra para obter qualquer tipo de esclarecimento sobre a cobertura que faz das ações de governo. No caso dos textos publicados na edição do dia 9, nenhum contato foi feito. 

 • Por esse motivo, a Diretoria de Comunicação tem entrado em contato diariamente (exceto aos sábados e domingos) com o todos os veículos de comunicação da cidade — incluindo O Guaíra — para verificar se eles precisam de alguma informação da Prefeitura. 

 • Ao contrário do que insiste O Guaíra, o prefeito Sérgio de Mello não mantém contato com o jornalista Conrado Vitalli de Oliveira.

 • A imagem do e-mail publicado no jornal refere-se apenas a uma mensagem enviada a todos os veículos de comunicação da cidade. À época, o jornalista Conrado Vitalli de Oliveira fazia parte da equipe de O Jornal e, portanto, também recebeu o e-mail. 

 • Esse fato não “prova”, como quer O Guaíra, qualquer tipo de envolvimento entre o prefeito Sérgio de Mello e o referido jornalista. 

 • O prefeito Sérgio de Mello não tem absolutamente nenhuma responsabilidade sobre o que os cidadãos publicam em seus perfis no Facebook ou em qualquer outra rede social ou veículo de comunicação.

 • Para cumprir as determinações previstas nas leis 8.666/93 (lei de Licitações) e 12.232/10 (lei de licitações específica para agências de publicidade), a Prefeitura realizou licitação dos serviços de publicidade, que foi vencida pela agência Dueto, de Ribeirão Preto.

 • Convém acrescentar que essa é a forma correta de contratar serviços de publicidade, fato que não ocorreu na gestão anterior e que, nem por isso, foi alvo dos questionamentos feitos pelo jornal O Guaíra. 

 • No início do cumprimento do contrato, a agência Dueto enviou e-mail e visitou todos os veículos de comunicação de Guaíra, orientando-os que a veiculação da publicidade institucional da Prefeitura só poderia ser realizada em empresas devidamente cadastradas no Departamento de Compras e, portanto, com suas situações fiscais e tributárias em ordem. 

 • Portanto, o e-mail enviado a O Guaíra foi um procedimento normal e comprova que não houve nenhum tipo de assédio na tentativa de obter “apoio” do jornal, como insiste o texto.

 • A Prefeitura reitera que defende a liberdade de expressão, mas com responsabilidade. Entende que a crítica saudável faz parte da democracia e que também contribui para a melhoria dos serviços públicos. 

 • Porém, não concorda com a postura de O Guaíra que em nenhum momento considerou importante oferecer para seus leitores a versão da Prefeitura e do prefeito Sérgio de Mello sobre as especulações publicadas. 

 • A atitude de O Guaíra, só reforça o interesse de prejudicar o governo e, consequentemente, confundir seus leitores.

Nenhum comentário: