2 de ago de 2014

A nova forma de Governar de Mello

Por Adeir Alves 

 Quando é por Guaíra o diálogo é frutífero, na tarde ontem, sexta-feira (1) na Prefeitura Municipal a convite de Mello, o vereador e Presidente do Partido Democratas, Marco Antônio Pugliesi (DEM) conversou por volta de duas horas com o prefeito.


 Mello apresentou sua nova forma futurista de governar, propondo o diálogo como mediador dos conflitos com os vereadores que querem trabalhar por Guaíra, assuntos não faltaram entre Mello e Marco, entretanto, nunca houve divergência entre ambos - o que tem ocorrido entre Câmara e Executivo é o papelão que a imprensa tem imposto com seu jornalismo antiético. 

Mello tem conduzido sua governabilidade sobre muita pressão da imprensa, como nunca antes na história de Guaíra, depois de ter cortado os contratos robustos com a imprensa e criado o Diário Oficial, que sepultou de vez a festona da família dos Barões da Imprensa com o dinheiro público. 

 A nova forma de governar de Mello tem como princípios manter o diálogo com alguns vereadores oposicionistas como Marco Antônio Pugliesi (DEM), Mário Carlos Nogueira Neto (PSDB), o Netinho Nogueira, José Reginaldo Moreti (PSDB), contudo, arregaçar as mangas para conquistar o vereador Antônio de Jesus Marques (PSD), o Tapicirica, que tem extensa bagagem política. Quanto aos outros vereadores oposicionistas como José Mendonça (PDT), Cecílio José Prates (PDT), José Natal Pereira (PSDB) e Ana Beatriz Coscrato Junqueira (PSDB), a Dra. Bia, esses fazem oposições ferrenha ao governo Melista, atravancando o andamento da Gestão Pública. 

Também entra nessa nova forma futurista de governar de Mello, a visita nos Bairros e nos setores públicos. Mello quer ouvir o clamor do Povo e dos servidores públicos e, portanto, acompanhar de perto o desenvolvimento de cada Secretaria, outra questão pertinente que passará pelo crivo de Mello, algumas pastas que não tem atendido os anseios da Administração, exemplo do Secretário técnico-político, poderá haver trocas ou dispensas de Secretários, no final desse dois anos de Gestão.

Nenhum comentário: