14 de abr de 2015

As prioridades de nosso Município

Adeir Alves 

 Um assunto que é muito pertinente e cabe entendimento nesse texto é a questão se houve avanços nos últimos anos em nosso município nas devidas áreas da Saúde, Educação, Esporte, Lazer, Cultura, Assistência Social, entre outras, mas hoje destacaremos a importante questão habitacional, rede de esgoto, excesso de loteamentos e a melhoria na qualidade de vida da família Guairense. 

É evidente que Guaíra sofreu muito com a escassez de habitação nos últimos anos, como cada ação tem uma reação, nosso município ficou acuado a mercê da especulação imobiliária que, na época acendeu o negócio meteórico de vendas desordenadas de lotes. Com aproximadamente 20 loteamentos sendo espalhados pelos quatro cantos da cidade, entretanto a política da especulação imobiliária teve duas vertentes: uma, foi bom financeiramente para os loteadores, outra desaguou na questão do poder aquisitivo da família Guairense que não tinha opção ou comprava lotes caríssimos ou pagava o aluguel mais caro da região. 


A especulação imobiliária com o tempo foi gerando um mecanismo que automaticamente na época predominou a lei do mais forte: quem melhor tinha poder aquisitivo comprava seus lotes e construía, quem tinha menor poder aquisitivo pagava um aluguel caríssimo, isso se estende até os dias de hoje. 

Outro fator que cabe uma reflexão nesse texto é, contudo a importantíssima questão da rede de esgoto, uma coisa leva a outra, explico: notoriamente com o crescente negócio da especulação imobiliária as lagoas de estabilizações são quatro que compõem o universo de esgoto da cidade (Lagoa do Fogão, Lagoa do Matadouro, Lagoa de Santa Quitéria e uma na zona rural do Guaritá) teria que receber investimentos provenientes dos recursos captados pelos excessos de loteamentos, isso não aconteceu o porquê não sabemos, na verdade, entretanto sem políticas públicas que culminasse nas devidas adequações, a caótica rede de esgoto poderia se transformar em uma bomba relógio. 

A título de esclarecimento as Lagoas do Fogão e Matadouro estão no perímetro urbano, área irregular por isso as mesmas não atendem aos padrões de eficiência e técnicos, ainda tem a importantíssima questão de quando chove a Lagoa do Fogão exala um mau cheiro horrível que incomoda os moradores dos Bairros: Mutirão I, II, III, Jardim Eliza, Cohab I, João Vaccaro e Guaíra E. A única que tem o sistema de tratamento de esgoto licenciado, que deverá ser ampliada e adequada para ter condições de tratar com eficiência 100% dos esgotos da cidade é a Lagoa de Santa Quitéria 

 Isso não nos deixa dúvidas que as prioridades do município são a construção de moradias e adequar às condições da rede de esgoto para que, no futuro ela não cause transtorno na vida dos munícipes, para isso o governo terá que investir pesado para corrigir os efeitos desastrosos da especulação imobiliária. 

 Na verdade com a construção de casas populares e as devidas adequações nas redes de esgotos tudo indica que Guaíra irá alçar vôo sepultando o negócio milionário da especulação imobiliária e, simultaneamente haverá uma baixa nos preços de lotes e, ainda de quebra proporcionará uma melhora na qualidade de vida da família Guairense.

Nenhum comentário: