17 de jul de 2015

Estratégia no comando da máquina pública

Adeir Alves 

 Com forte marcação cerrada por parte da imprensa, o governo municipal vive um período de angústia, de travamento de informações oriundas da gestão pública, por parte dos dissabores dos órgãos de imprensa desmamados.

O ódio das famílias que mantém o poder da informação manipulada tem conduzido nosso município aos caos de informações direcionado-as á uma espécie de cenário dantesco orquestrado pelos desejos escusos da velha imprensa, que, entretanto tem gerado um clima de berigelancia entre governo e povo, isso forjado no discurso mercenário dos órgãos de imprensa sob o silêncio da família guairense.


Todavia os relinchos do conservadorismo dos veículos de imprensa mercenários é gerido pelo sofrimento do amputamento das mazelas proporcionado pelos robustos contratos, que antes, eram realizados sem o crivo de nossa comunidade com o Paço Municipal, claro que essa sede insaciável da imprensa pelo dinheiro público advém de outras gestões que não enfrentaram esse câncer em outras épocas.

Nesse momento de descontrole dos vorazes órgãos de imprensa, "do quanto pior melhor", é hora do prefeito se reunir com os Presidentes de Partidos e os membros da coligação, acolhendo todos em reuniões mensalmente, e destas reuniões ampliar o número de multiplicadores das ações governamentais em direção aos Bairros da cidade. 

Outra política importantíssima, como mencionei em outros texto está na hora do governo montar estratégia no comando da máquina pública e, uma delas é juntamente com os Secretários ir à luta, ir de encontro ao povo, em audiências públicas nos Bairros da cidade para anunciar a grande novidade da Construção da UPA 24HS, a Inauguração da Creche no Bairro Jardim Eliza, Estância no Bairro São José do Albertópolis, o Guaritá, início da construção do Centro de Eventos, os avanços da construção do Emissário que viabilizará o início da construção de casas populares e, incutido no discurso, o esclarecimento do porquê do ódio da imprensa sob seu governo. Depois de realizadas essas políticas, a imprensa vai ficar irritadíssima e deverá partir para o ataque contra o governo.

Nenhum comentário: