24 de set de 2015

Festa do Peão teve grande visibilidade pela imprensa, o Pacto por Guaíra não!

Adeir Alves 

 A Festa do Peão de Boiadeiro de nosso município que teve início no dia 16 deste de mês  foi muito propagada pela imprensa. Quem foi à Festa do Peão presenciou um grande evento, ainda que o Brasil passe por um momento de crise econômica, os camarotes pareciam um castelo, entre reis e rainhas desfilando nos corredores do politicamente correto, tudo era lindo, tudo foi perfeito, as arquibancadas nem tanto. 

A título de esclarecimento, a Festa do Peão é um evento particular que acontece todos os anos em nossa cidade, sendo realizada por uma comissão organizadora, em uma área particular. E, em meios aos interesses, um momento de brilhantismo, de status que traduz o cenário do poder entre família-imprensa e o império financeiro de quem quer ingressar nas próximas eleições em 2016.


 No entanto a Festa do Peão proporciona muitos lucros aos órgãos de imprensa, na parte de divulgação e, simultaneamente germina um terreno fértil para possíveis alianças políticas envolvendo os interesses sombrios da família-imprensa. 

O Pacto por Guaíra traz em seu conteúdo propostas para serem concretizadas até o centenário de nossa cidade, claro que isso não agrega e não implica lucro à imprensa, mas alavanca o desenvolvimento da cidade, sobretudo o desenvolvimento das classes ausentes de políticas públicas oriundas das ações governamentais, que são na sua grande proporção, os mais pobres. 

O Pacto por Guaíra é uma ferramenta que transborda condições de proporcionar avanços no futuro de nossa cidade sobre a âncora de uma visão futurista que contempla propostas de construção de um projeto de infraestrutura urbana, administrativa, econômica e social em longo prazo.  Sobretudo um projeto que sinaliza plenas condições de melhoras na qualidade de vida das futuras gerações, por isso a participação da imprensa era necessário, como mecanismo propagador das propostas e debates entre nossa população, mas a imprensa por motivos partidários e financeiros optou por não participar e, ainda, covardemente desmereceu o Pacto por Guaíra. 

Nossa população merece ser informada sobre o que realmente é bom para Guaíra e não ser manipulada à custa de interesses escusos. É notório que os interesses ambíguos acoplados no discurso de boa e bons (as) samaritano (as) dos órgãos de imprensa sem ética, que, aliás, de boa e de bons não tem nada, são na verdade, mais importante do que as políticas públicas preconizadas no Pacto por Guaíra.

Nenhum comentário: