24 de out de 2015

A “múmia da imprensa” está criando o mostro que morderá o rabo do próprio criador

Adeir Alves

 Enquanto no Oriente Médio, as forças de coalizão brincão jogando bombas contra as próprias cobras (grupos terroristas) que eles ajudaram a conceber, a custa de seus próprios interesses políticos entre outros, por aqui, a “múmia da imprensa” tenta criar uma cidade destruída politicamente falando, essa “múmia” conclama por guerrilheiros (cidadãos e cidadãos), que se arme com o que der para defender os interesses dessa “múmia”, que quer porque quer mamar na teta da prefeitura, através de contratos que ela não revela a população de seu real interesse.

A “múmia da imprensa” deveria aprender um pouco mais sobre a história política do Oriente Médio, como por exemplo, não há interesses maior nas pessoas do que a ânsia por liberdade. Não há bombas, balas ou soldados algum que possa enfiar goela a baixo o que as pessoas devem acreditar, ou se submeterem a tais interesses dos ocidentais. Lá, eles preferem morrer! 

Outro exemplo, o líder do grupo terrorista Al-Qaeda, o terrorista mais procurado do mundo, Osama bin Laden (morto pelos americanos, em 2011), foi treinado, municiado e pago pelos Estados Unidos, para trabalhar organizando ações (atentados) com outros soldados (terroristas), capaz de defender os interesses dos americanos e seus aliados.

Bom, o resto da história não precisa dizer que “Osama” se rebelou contra os americanos, porque por mais louco que ele fosse ninguém fica contra seu próprio povo, com isso a cobra criada, treinada e alimentada pelos americanos, mordeu o rabo do senhor criador.

 Já por aqui, a “múmia da imprensa” por falta de ética e democracia, está correndo esse risco também, ao imaginar que estará alistando soldados para lutar em nome de seu sedento interesse, alimentando-os com mentiras e ludibriando a própria população com conteúdos de preocupação com os munícipes. Na verdade, o interesse maior, nós já sabemos! É claro que isso é um sério risco que ela corre, porque o principio básico da revolta, começa pela indignação, ou seja, ao descobrir o sórdido interesse por parte da “múmia do jornalismo”, provavelmente, a população vai se indignar com tamanha mentira. Em seguida, vem a revoltar de forma imensurável.

 Gente, um povo indignado e revoltado, só Deus sabe a força dessa gente?

Que a “múmia da imprensa” possa tomar vergonha na cara e, sem ressentimento, faça um jornalismo que venha de encontro aos anseios da população, sem baixar o nível, com conteúdos que venham a somar na contribuição para o desenvolvimento de nossa cidade.

 Lembre-se que os americanos aprenderam da forma mais árdua que, ao alimentar o diabo pensando em seu beneficio próprio, eles libertaram o mostro que mordeu o próprio rabo deles.

Que fique esta reflexão por parte da “múmia da imprensa” que, ao pensar em benefício próprio, lembre-se que quando o povo descobrir seus reais interesses, o povo também pode morder seu rabo. E olha que a mordida desse povo honesto e trabalhador, é destruidora!

Nenhum comentário: