8 de abr de 2017

O que vamos comemorar nos 100 dias de Governo

Por Adeir Alves:

 Estamos aproximando os 100 dias de governo de José Eduardo Coscrato Lélis e uma Guaíra a esmo navegando em direção ao abismo político. Em menos de 100 dias de governo, o prefeito municipal conseguiu um fato inédito na história da cidade, erguer uma catastrófica rejeição popular, que vem impulsionado sua governança para o naufrágio político, acendendo um barril e pólvora (o Povo) contra sua base aliada.

 Desde que assumiu o Paço Municipal Messias Cândido Faleiros, o atual governo vem atravessando momentos turbulentos oriundos de uma política autoritária (quem manda sou eu, vocês obedecem) movida pela vaidade política.



 Funcionalismo Público: Um governo que tinha tudo para governar com o apoio dos servidores públicos, mas, no entanto, o que estamos presenciamos é uma gestão de confrontos desnecessários, onde a classe de funcionários públicos, mais uma vez, não teve seu devido valor conforme o que foi dito no período eleitoral, no palanque em 2016, na contra mão dos anseios dos servidores, um risório aumento de salários equivalentes a 5% e um aporte de 30% na cesta básica. O que temos para nesses comemorar nos 100 dias de governo?


 Centro de Especialidades Odontológicas, o CEO: Um governo que levantou a guarda, pronto para o confronto com os especialistas do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), que há 16 anos vinha prestando um serviço de excelência junto a esse órgão público municipal de grande importância na vida dos mais pobres, tudo era para ser resolvido de forma pacífica, mas a questão da vaidade política soou mais alto. A título de esclarecimento: O CEO está funcionado sem quatro especialistas, colocaram clínicos gerais tirados dos PSFs para o atendimento. Quanta deselegância? Quanta falta de reconhecimento com os quatro especialistas que trabalham juntos há muito tempo, sempre "carregaram" o CEO, não deixavam os pacientes sem atendimento e resolviam quase todos os casos encaminhados. O que temos para comemorar nesses 100 dias de governo? 

Transporte Universitário: O chefe do executivo tentou, goela abaixo, empurrar a responsabilidade do transporte Universitário para classe estudantil, isso só não aconteceu porque a união de toda a classe fez o que o governo recuasse de suas ações precipitadas. Entretanto no dia que aconteceu a reunião, que o gestor público pretendia transferir a responsabilidade do transporte aos Universitários, a classe universitária deu um show de cidadania e fez com o prefeito levasse um baita susto e tremer na base. O que temos comemorar nesses 100 dias de governo?


 A escassez de politicas nos Bairros: As regiões periféricas estão à mercê da ociosidade, com as quadras destruídas, sem atividades culturais, esportivas e lazer, o que resta é assistirmos um estado dantesco que toma conta dos Bairros, os mais pobres são apenas um detalhe. O que temos comemorar nesses 100 dias de governo?


 Saúde Pública Municipal: A UPA (Unidade Pronto Atendimento), que poderia melhorar a qualidade de vida dos moradores das regiões periféricas e, concomitante, desafogar os atendimentos nas unidades básicas de saúde pública continua abandonada - será que esse abandono da UPA é porque foi o governo passado que a construiu, talvez por isso ela não fosse posta em funcionamento? Quanto dinheiro público jogado pelo ralo, uma estrutura que poderia melhorar a qualidade de vida dos mais pobres, abandonada. Quantas utilidades médicas a UPA poderia abrigar senão fosse a vaidade imperada no atual governo? Por tudo isso mencionado acima nesse texto, o que temos para comemorar nos 100 dias de governo?

Cabe a você caro leitor deste humilde blog fazer sua reflexão.

Nenhum comentário: