10 de jun. de 2019

Exclusivo: Como Zé Eduardo joga os Vereadores contra a População

Adeir Alves:

Na Sessão Ordinária de amanhã dia 11/06 às 20:00hs na Câmara Municipal será posto em votação de urgência, o Projeto polêmico que pede o aval dos Parlamentares à solicitação a um robusto empréstimo, como nunca antes na história, de R$ 10 Milhões junto à Caixa Econômica Federal, para serem pagos em oito anos, com dois anos de carência. 

No ano passado os Vereadores aprovaram o Projeto de Zé Eduardo que pedia à Câmara Municipal a autorização de um empréstimo, cuja quantia foi de R$ 4 Milhões, para, no entanto, serem pagos em quatro anos, sendo que dois anos o próximo Prefeito assume a dívida, mesmo assim a Câmara foi generosa, autorizou! Somado os R$ 4 Milhões mais os, se aprovados, R$ 10 Milhões, são R$ 14 Milhões, uma dívida que, a meu ver, vai engessar o próximo Governo, isso sim é preocupante, porque trata-se de incutir uma enorme quantia junto aos gastos no orçamento da Máquina Pública sem, ao menos, prever a economia da Cidade e do País, no futuro. 


 Não existem caminhos melhores a serem trilhados, pelo Gestor Público, do que perguntar a nossa comunidade que é a quem vai pagar este Convênio, em Audiências Públicas nos Bairros respondendo e esclarecendo os pontos positivos no tocante às formas de como o próximo Prefeito poderá gerir este Empréstimo em sua atribuições? 

 O cidadão tem o interesse paralelo ao do atual Prefeito, que não pode sobrepor o debate livre, a oposição política – porque somos todos filhos de Guaíra e somos nós que vamos pagar a conta. A Família Guairense, pagadora de impostos, têm o pleno direito de saber como será conduzido o referido Empréstimo junto ao Orçamento Municipal, nos anos seguintes, e que esse fator político-administrativo não irá impulsionar os corte nas funções da Máquina Administrativa? 

 Os Vereadores estão entre a Cruz e a Espada: Se votarem esse Projeto, os representantes Legislativos vão contra o anseio da maioria; pensando na reeleição, isso não seria bom para classe Legislativa. Para piorar: Com a popularidade de Zé Eduardo em baixa, no termômetro político, a base aliada corre sérios ricos de não promoverem suas reeleições.

 Legislando em consonância com os munícipes, é notório que este Empréstimo não tem fundamento político e social-filosófico, no atual momento, pois Guaíra foi contemplada (este ano) com um notável Orçamento de quase R$ 200 Milhões, quanto a fatos não há argumentos, e que, bem administrados, não há necessidade de endividar a Prefeitura. 

 Está nas mãos do Parlamento, ou aprovam sob a pressão de Zé Eduardo, ou vão pagar para ver à força do Povo nas urnas, em 2020; sabiamente, eles, os Vereadores, desta vez, vão ouvir a voz das ruas. 

 “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer” Geraldo Vandré

Nenhum comentário: