20 de jun. de 2019

São R$ 17 Milhões incutidos junto ao Orçamento Público, e que impacto isto acarretará à Cidade?

Adeir Alves: 

 Foi notório a toda sociedade que, ao ter a imprensa caminhando ao seu lado, para ajudá-lo a convencer que este empréstimo de R$ 13 Milhões junto à Caixa Econômica Federal, será bom para a Cidade, mas, no entanto, não ficou convincente, o tiro saiu pela culatra, ou seja, em face ao tempo perdido para tentar minar  o legítimo contraditório vocacionado pela a oposição, a entrevista do Prefeito José Eduardo Coscrato Lélis (PSDB), a meu ver, enfraqueceu a base aliada porque não apresentou consistência argumentativa! 

 Quando a Câmara de Vereadores retirou o projeto (emergência) que, até então, ilustra no seu conteúdo o convênio de R$ 13 Milhões junto à Esfera Privada, os Parlamentares mostram à Família Guairense, que não legislam sobre pressão, e que, respaldados pela Lei Orgânica, são representantes de uma sociedade ávida por uma cidade participativa, em consonância com a vontade Popular. 


 Ao tentar enfraquecer a oposição, sob a égide de um órgão de imprensa mequetrefe, é negar a própria essência aos direitos oriundos dos Pagadores de Impostos, é erguer um muro entre Governo e Governados é, sobretudo, impor um estado de: quem mando sou eu e  você simplesmente obedece, é entretanto acender um clima de beligerância entre o Legisladores e seus Representados. 

 “Mas quando os membros dos grupos excluídos ou marginalizados são oprimidos devido à sua filiação seu lugar no mundo é uma questão coletiva, não individual: eles ficam em pé ou caem juntos” Michael Walzer, Política e Paixão. 

 Tão quanto esta reflexão implica a participação de todos refletindo e analisando de que este Empréstimo, na atual conjuntura política que a cidade vive, neste momento em que Guaíra perdeu o poder de investimentos, é bom e que prejuízos ele pode acarretar ao Município, no futuro? 

 Nesses três anos de Administração sob o comando do atual prefeito, seu Bairro foi contemplado com políticas Governamentais, como, por exemplo: reforma de Quadras e Praças, Limpeza Pública e Saúde estão a contentos, houve geração de Empregos, as Creches, Escolas foram climatizadas bem como investimentos no Trânsito na entrada e saída, a questão dos Buracos no Asfalto foram solucionados, as atividades Culturais e Esportivas estão presentes aos devidos Territórios, os animais soltos receberam acolhimento com infraestrutura, as políticas de humanização e salariais ao Funcionalismo Público têm sido prioridade, houve redução nos Cargos Comissionados e o fim das gratificações a estes, tendo conhecimento de como estão sendo guiados os recursos públicos respeitando o artigo 37 da Constituição Federal em suas prerrogativas: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, todo cidadão deve ressaltar sua presença e confiança na Cidade, não apenas na hora de ir visitar às Urnas, de quatro em quatro anos, e, sim, contribuir e, muito, opinando nesta questão no tocante ao Documento entre Prefeitura e Caixa Econômica Federal a ser votado na próxima Sessão Ordinária!

 Contudo, você é a diferença, converse com o Vereador que recebeu seu precioso voto, esclarecendo dúvidas, até porque são R$13 Milhões e mais R$ 4 Milhões que já foram aprovados, ou seja, são R$ 17 Milhões que serão incutidos no Orçamento Público, e que impacto esta robusta somatória proporcionará em logo prazo a outros Gestores; são dois anos de carência e oito anos para saldar a dívida de R$ 13 Milhões, dito isso, está em suas mãos, porque é você quem vai pagar a conta, portanto, dê sua contribuição, exerça seu direito à Cidadania, comparecendo à próxima Sessão de nossa Câmara Municipal, parar pôr fim ou apoiar este Projeto?

 “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer” Geraldo Vandré 

 “Só a participação cidadã é capaz de mudar o país.” Betinho – Hebert de Souza 
 Imagem é ilustrativa, retirada da internet

Nenhum comentário: