7 de mar. de 2020

Para haver uma boa política só depende de sua participação

Adeir Alves: 

 Tem uma coisa que os candidatos ao cargo de prefeito e vereadores aprenderam bem: Política é a razão dos interesses inerentes à cidade e ao bem estar comum de todos os pagadores de impostos, e não tê-la como emprego e meios escusos para promover grupos políticos ou obter vantagens ilícitas à custa do erário público. 

 Não podemos acreditar que, para ingressar na vida pública usa-se de meios inescrupulosos para vencer uma eleição. Trouxe esse assunto sobre a questão da boa politica, porque em outras disputas de eleições, em um passado não muito distante por esse Brasil a fora, aconteceu fatos vergonhosos, que colocou a credibilidade de homens públicos à beira da podridão, compactuando com falsos sequestros, contratação de pessoas abestadas, para denegrir imagem de famílias, partidos de oposição - tudo para satisfazer o ego e a sede pelo poder! 


Para vencer uma eleição, infelizmente, tem candidato que se vê numa guerra movida pelo ódio (vencer a qualquer custo) enquanto isso, os princípios éticos e morais que nutrem o processo político, morrem juntos com o grupo mal intencionado. 

 Os candidatos ao próximo pleito eleitoral têm que entender com toda clareza, que a ética nada mais é do que uma junção de valores a ser seguido e, em épocas de eleição, a ética precisa ser o pilar de sustentações das Coligações. 

 Entretanto, entender o porquê de muitos políticos renunciarem à responsabilidade ética, histórica, política e social de seu município, e compreender que você, leitor, é a causa da mudança, que todos querem ver na política. 

 É a sociedade civil organizada atuante nas ações dos vereadores e do prefeito, que, no entanto, podem acender a luz da boa política; são esses valores cultivados pela sociedade, que vão, entretanto, emergir o conceito moral entre a classe politica, excluindo os que querem viver da política, ou seja, os que buscam no Executivo e no Legislativo um emprego bem remunerado!

 Uma eleição se ganha com responsabilidade e propostas fecundadas no plano de governo que atenda a real necessidade da cidade, e não contratando pessoas para manchar o processo democrático ou estar de acordo  com práticas fraudulentas.

 A boa política depende da participação ativa da sociedade, vigilante e interessada no trabalho do Legislativo e do Executivo. 

 É a mesma coragem de ontem, quanto o Brasil foi às ruas e exigiu o fim do golpe da ditadura militar, e é essa mesma vontade que advém do nosso sangue histórico que pulsa sempre quando a razão da boa política vem sendo manchada, ninguém pode tirar de Nós!

 “Só a participação cidadã é capaz de mudar o país” Hebert de Souza (Betinho)

Nenhum comentário: