26 de mar. de 2010

Diga não à Ditadura

Por: Evaldo Gabriel

Muitas são as desculpas para segurança de nossa cidade, mas a verdade é que quando o agente público é omisso a criminalidade cresce e com ela as drogas e o desemprego no geral. Tudo bem precisamos buscar subsídios para solucionar este problema, devemos lembrar que o Estado precisa fazer sua parte criando projetos sociais, onde a criminalidade atua. Com isso colocando a Polícia nas ruas com efetivo maior combatendo a criminalidade e trazendo a cultura, lazer, esporte e emprego começando um verdadeiro mutirão de cidadania. Não devemos esquecer que nossas praças estão tomadas por usuários de drogas no qual a família se afastou e o jovem não conhece outra realidade. Fico assustado quando ouço falar que as autoridades querem resolver problemas de segurança colocando em prática uma verdadeira ditadura, mas tudo bem, é fácil será que vai valer para todos. Quando chegar os eventos de nossa cidade como: Festa do Peão, Carnaval, ECAL e outros eventos, precisamos acreditar que vai valer, não posso liberar nestas datas apenas. Vou mais além pergunto quais são os investimentos do Poder Público na juventude, quem irá fiscalizar, será que vai valer também para os filhos de pessoas com um poder aquisitivo maior, e os clubes vão respeitar tais medidas, em nossa cidade qual é o numero de ato infracional, será que é maior do que os praticados por maiores de idade, em nosso município há algum programa de recuperação de usuários de drogas, poderiam apontar dezenas de outras providências a serem tomadas antes que possamos voltar a ditadura, mas acredito que o governo que falta até inspetor de alunos nas escolas e prefere dar o calote “décimo terceiro” dos funcionários que trabalham no órgão de proteção, o jeito é a ditadura fazer o que. Faço prece a todos santos que ilumine a cabeça desse político que possa lembrar como foi dura a ditadura, não podemos criar as nossas crianças e adolescentes restringindo o direito que é assegurado na Constituição Federal que é de ir e vir. Sei que o rei tem muitos seguidores, mas a verdade tem que se dita, doa a quem doer, não precisamos de um regime no qual acabou faz muito tempo, se fosse tão bom assim deveria ser implantado nas grandes cidades, aonde o índice de criminalidade é alta. Precisamos urgente de colocar mais efetivo nas ruas e equipar a Polícia para trabalhar começando a cobrar uma participação maior da comunidade criando um serviço de disque denúncia, colocando em prática um plano de atuação e combate a violência com seriedade e eficiência. Quando o Poder Público faz a sua parte, muitas coisas melhores acontecem. Há que se cuidar do broto, para que a vida nos dê flor e frutos.

Por: Evaldo Gabriel
E-mail: evaldogabriel@bol.com.br