31 de jan. de 2011

Espaço leitor.


Por Antônio Roberto Emídio-Betinho.
Mas, uma vez quero falar da importância da mulher na vida pública. Na Alemanha temos uma primeira ministra, no Brasil uma presidenta a primeira na história da república. Temos em Guaíra também a primeira presidenta. A mulher tem ocupado seu espaço cada vez mais. No passado tivemos muitas mulheres que deram suas contribuições para ajudar o ser humano (*Ana Nere), por exemplo, quem é da área de saúde sabe quem foi Ana Nere. O princípio dela era o amor, e ajudar o próximo em seus leitos de enfermidades e sem interesse. Fiz essa comparação para que você, caros amigos saibam que o interesse é o que move Guaíra, suas ambições pessoais, custem o que custar querem chegar ao poder. Nesse domingo li uma matéria de Maurília Landim (PDT) que me deixou muito preocupado. Não sinto segurança, vejo inexperiência e muita ambição, Isso nos leva a crer que existe sim um grupo se organizando para chegar ao poder. Quem viu em 2008, no primeiro comício deve ter ouvido muitos foguetórios que estavam dizendo sou eu, estou chegando, sabe quem era que os fogos estavam anunciando? Maurília Landim (PDT) comprovando que o poder econômico era que seria usar para chegar ao poder. Quando anunciaram o nome do seu candidato a prefeito, soltaram apenas meia dúzia de foguetes, deixando bem claro quem é que nesse processo eleitoral. Sim, mais de mil votos que veio acompanhado dos beijinhos distribuídos durante três meses de campanha. Hoje o povo não tem mais beijinhos, e se encontra abandonado, pois acreditaram em falsas promessas. O povo hoje está com medo dos beijinhos e espera uma resposta positiva para as promessas prometidas antes da campanha. As pessoas que tem um pouco mais de poder financeiro, usam e abusam das simplicidades e humildades daqueles que não tem informações, por não terem as mesmas oportunidades daqueles que puderam estudar. Amanhã será a primeira Sessão dirigida pela nova presidente, eu convido você e espero que nós o povo, pessoas conscientes estaremos naquela Casa de Leis para que possamos acompanhar o comportamento da Presidência e dos demais edis. Meu nome é Antônio Roberto Emídio-Betinho. Querem calar minha voz, não permitam. Prefiro morrer de pé do que viver de joelhos.

Nenhum comentário: