2 de mai. de 2011

Amo Guaíra Voto 25.

Com as Ruas sujas, um contrato que passa dos R$ 3.500.000,00 (Milhões), ao serviço de limpeza pública, não sabemos o que está acontecendo, os buracos no asfalto, estão por todo lado, entender o nosso trânsito tem sido uma utopia, viver na periferia do município, é uma questão de lutar pela sobrevivência.
Aqui na periferia, ao anoitecer a rotina é igual, todos vão dormir e ao amanhecer todos estão de pé, prontos para a luta, mais a luta da sobrevivência, a lutar para o nascimento das políticas públicas, aquelas mesmas prometidas em palanque, aquelas políticas públicas que fizeram o POVO acreditar em um mundo melhor para o ano de 2009.
Quantos sonhos não foram sonhados pela comunidade de baixa renda, “AMO Guaíra VOTO” 25, assim a comunidade seguia caminhando, segurando as rosas do BEM nas mãos durante a campanha de 2008, a União e Progresso de um POVO humilde que acreditaram na mudança, fizeram a diferença na hora do voto.
Que sonho foi esse, que cidade é essa? Quantos sonhos não foram sonhados pelos moradores da periferia da cidade, por um mundo melhor na área da saúde, educação, esporte, lazer, o fim do déficit habitacional, tantas promessas feitas em torno dessas áreas, que fizeram o POVO acreditar na União e no Progresso de toda comunidade.
Hoje a comunidade de baixa renda do município não quer mais sonhar, os dias estão se tornando uma eternidade aqui na periferia, com a falta de políticas públicas na vida dos humildes CIDADÃOS pagadores de IMPOSTOS, só resta à espera, pela chegada de 2012, para voltarem a sonhar novamente.
Com as quadras destruídas estão sendo inevitavéis para nossos jovens se posicionarem a favor de um mundo desconhecido, e conhecido nos meios policiais, aqui a vida é uma armadilha, cada um é cada um, educação vem de casa, com o trabalho árduo, os pais acabam não conhecendo o mundo incerto que seus filhos estão sendo inseridos pela falta de políticas esportivas.
A ferramenta linda aos olhos de quem a produz e reproduz todos os dias, de pai para filho, tudo é lido nesse cenário de falta de educação causado pelo não investimento na área da cultura e destinada as festas, os recursos, a criatividade, a dança, a música, a lira musical, entre outras ferramentas que conduz e direciona nossos jovens a serem grandes CIDADÃOS no futuro, não podem ficar a mercê do sossego. Afinal, todo CIDADÃO têm direito assegurado pela Constituição Federal.
Há muitos fatores que compõem o desenvolvimento de nossa sociedade, devendo tornar esta mais justa e igualitária, tais fatores foram prometidos durante a campanha de 2008, hoje está sendo difícil ser concluído. NÓS CIDADÃOS de BEM, pagadores de IMPOSTOS, é um direito de cobrar atitudes do Poder Público quanto aos investimentos em nossa comunidade.
O que vemos hoje é um grupo político diferente daquele em cima do palanque em 2008, as coisas mudaram, ainda não sabemos para quem, para o POVO de baixa renda que não é não, mais de 390 Mil sendo investidos para cercar o Parque de Exposição Ademir Giovanini, e as quadras do município destruídas, a cultura sem investimento, e ainda a comunidade convive com a falta de remédios, médicos e o Postinho que tem grande importância aos moradores do Centro da cidade continua fechado.
Obra da Ferira Livre, que ao final de seu término irá passar de 1 Milhão, e ninguém sabe quando será seu final, e nem quando será aberto o banheiro que teve um custo de 108 Mil aos cofres públicos.
O que ninguém esperava é que o Prefeito José Carlos Augusto (DEM) causar tanta indignação na comunidade, ao querer construir predinhos no terreno que moralmente é da nossa querida APAE, que há mais de trinta anos presta um grande serviço a comunidade de excepcionais do município, por isso devemos todos ficar de olhos no trabalho de nossos vereadores, para que eles não votem nenhum projeto que venha ocupar aquele espaço pertencente ao desenvolvimento da comunidade de excepcionais da nossa APAE.

Nenhum comentário: