7 de jun de 2011

‘O município de Guaíra não tem poder de investimento’


Por Aloísio Lélis Santana.
Vou resumir tudo em uma frase: Não se faz quase nada e quando se faz, se faz besteira.

O ex-prefeito Aloísio Lélis Santana dispara contra a atual administração e anteriores.

Em entrevista realizada na tarde de ontem (06), na sede do Instituto Ana Lélis Santana, o ex-prefeito e engenheiro Aloísio Lélis Santana registrou o seu posicionamento sobre temas pertinentes para toda sociedade guairense, dentre eles estão reestruturação urbana do centro comercial, com a implantação de um possível calçadão ou uma Zona Azul, um possível fechamento do Parque de Exposições do Lago Maracá, obras para a Feira Livre, enfim, sua opinião sobre atual administração de Guaíra.
Em relação à reestruturação do centro comercial de Guaíra, doutor Aloísio é taxativo em afirmar que é necessário um planejamento detalhado para sua implantação. Já em relação à Zona Azul, ele se diz extremamente favorável. “Meu posicionamento é o mesmo de toda a sociedade, para a implantação de um calçadão e zona azul no centro de nossa cidade. Isso é uma vontade, porém com esse modelo de administração não se observa um poder de investimento. Entra prefeito e sai prefeito e o modelo é o mesmo. Veja a Prefeitura, não tem dinheiro nem para tapar buraco. Sou a favor desde que seja feito todo um planejamento. Você tem que pensar na coleta de águas pluviais do centro da cidade, caso contrário, a obra não seria viável. Com relação à Zona Azul, sou francamente favorável e quero pedir aqui uma maior participação da Câmara Municipal, pois se trata de um clamor público, mas não se toma uma atitude, ficando apenas na promessa.” afirma doutor Aloísio.

Sobre o possível fechamento do Parque de Exposições do Lago Maracá, ele demonstra toda sua insatisfação em relação à obra e comenta sobre o atual estado do Parque de Exposições. “O Parque Permanente de Feiras e Exposições, é muito mal cuidado. Entra governo e é a mesma coisa. Falta planejamento urbano, principalmente referente ao possível fechamento da área. Isso é um absurdo, é uma vergonha, pois aquela área fica parada praticamente o ano todo esperando a Festa do Peão. É preciso repensar para que não se cometa esse erro, que já vem de longa data, ou seja, já vem de outras administrações. É preciso uma utilização mais inteligente da área em questão. Cercar o parque de exposições é um grande erro, é como tampar o canal a céu aberto da José Flores para se fazer aquelas instalações para feira livre. Vou resumir tudo em uma frase: Não se faz quase nada e quando se faz, se faz besteira. Essa obra da feira livre tem a conivência do Legislativo, eu gostaria de saber o posicionamento da Câmara Municipal. Eles vão atrás de verba de deputado para realizar um erro daqueles? Feira livre pelo que eu sei você monta e desmonta, como que vai coletar as águas pluviais? Portanto sou totalmente contra.” disse.

Quando questionado sobre o desempenho da atual administração guairense, doutor Aloísio é incisivo em criticar algumas obras. "O atual governo guairense está deixando a desejar. É um governo ineficiente. Vou dar um exemplo: tem uma obra referente à rotatórias na rua 10 entre a avenida 23, e todo mundo visualiza uma placa informando que foi gasto R$ 23 mil reais. Isso é inacreditável. É muito dinheiro para se realizar uma obra daquelas, isso não tem cabimento. A principal entrada da cidade (Rua 8) está mal cuidada e isso é praticamente há mais de dois anos. Então será que o prefeito anterior não poderia ter resolvido? Isso é uma crítica a atual administração e também as anteriores. Isso porque, o modelo de administração de Guaíra está falido, não tem sentido. Veja você onde se gasta 400 mil reais para se realizar o Carnaval? O município não pode perder a capacidade de investimento, mas um investimento que seja necessário. A atual administração não vai ter a capacidade de mudar esse quadro, por que é uma administração viciada, então a população tem que aguardar e exigir da próxima administração para que se mude esse quadro.” afirma.

Outro tema que foi abordado durante a reportagem foi à questão de um possível aumento do número de vereadores no Legislativo local a exemplo de outras cidades e a indicação do ex-vereador Marco Pugliesi, na qual protocolou um pedido à Câmara Municipal para a implantação do Ficha Limpa em Guaíra. “Sobre o aumento do número de vereadores, sou absolutamente contra, e não pense que não existe uma Lei Federal. Não é nada disso, é a Câmara que vai decidir. A Emenda Constitucional que foi feita estabelece um teto de 13 vereadores, mas isso não significa que necessariamente teremos 13 vereadores, isso se vocês da imprensa começarem a divulgar uma enquete e perguntar para população qual é a opinião sobre o aumento do número de vereadores, tenho certeza que a grande maioria é contra. Já em relação a possível implantação do “Ficha limpa”, isso já é lei , será que não se choveu no molhado?"
Fonte: Jornal O Guaíra 07/06/2011 - Páginas 1 e 3


Nenhum comentário: