19 de jul de 2011

As 800 Casas Serão Construídas Por Uma Empresa Particular, sendo que a Primeira Parcela é de R$ 394,99.

As tão sonhadas casas populares que a Coligação União e Progresso haviam prometido durante a campanha em 2008, já em janeiro de 2009, conforme palavras do até então candidato da época e hoje Prefeito José Carlos Augusto (DEM), seriam concluídas as casas populares.

Toda comunidade esperavam que logo ano seguinte, após o grupo da Coligação União e Progresso serem eleitos, iniciariam a construção das casas populares, mas o que ninguém esperava, é que estas casas fossem construídas por uma empresa particular.

O Prefeito José Carlos Augusto (DEM) na última sexta (15) no Centro Social Urbano (CSU) em seu discurso para toda a comunidade que ali estava, disse: iremos construir 800 casas populares, mas esqueceu de dizer a comunidade, que a construção das casas populares será concluída por uma empresa particular, sobretudo, imaginem o custo da prestação por ser construída por uma empresa particular, e não pela Prefeitura via CDHU.

Cadê senhor Vice-Prefeito as 400 casas que vocês disseram que já tinham ganhando, e que no primeiro mês quando assumissem a Prefeitura iriam construir? Pois é, caros leitores, dois anos e meio já passaram da atual administração, não cumpriram as promessas das 400 casas, mas agora vem com este projeto de uma empresa particular ligada a Caixa Econômica Federal para tentar tapar o sol com a peneira, sem contar o alto custo da prestação, que impede grande parte da população da periferia de terem sua casa.

Como a construção dessas casas por uma empresa particular, é notório que a mesma comprou o terreno para a construção das casas populares, que serão construídas no lado leste da cidade, perto da lagoa de dejetos, outra questão a ser discutida pelos nobres vereadores, com a lei dos 500 metros, (há 500 metros de qualquer lagoa de dejetos, no município, não pode haver habitação nessa imediação), a prefeitura terá que remover essa lagoa para outro lugar, (distância mil metros longe da lagoa de dejetos) o gasto até o final dessa locomoção da lagoa de dejetos, aproximará de R$ 2 Milhões, que sairá da prefeitura.

Agora com a construção das casas populares no município por uma empresa particular, os requisitos para os munícipes serão ainda mais difícil conseguir sua tão sonhada casa, a prestação da primeira parcela será o equivalente a R$ 394,99, se fosse construída pela Prefeitura, o desconto seria BEM menos, com uma parcela tão alta como esta, fica difícil o munícipes conseguirem sua casa própria.

Mais uma vez o Prefeito José Carlos Augusto (DEM) decepcionou a comunidade que, esperavam que as casas populares fossem construídas pela Prefeitura via CDHU e não por uma empresa particular, com a prestação caríssima, os munícipes ficaram impossibilitados de adquirir sua casa própria.

Realmente percebemos que atual administração não tem força política, pois se tivessem teriam conseguido as 400 casas prometidas em palanque por meio da CDHU. Já a cidade vizinha de Ipuã-SP, conseguiu casas para o seu distrito a Capelinha, olhe que esta é cidade é bem menor que a nossa e tem arrecadação menor ainda, mas por incrível que pareça tem uma força política que é dar inveja, coisa que nossa cidade parece não ter.

Nenhum comentário: