1 de fev de 2012

A imprensa é partidária e lucrativa.

Imagem ilustrativa.
A imprensa omiti, manipula, distorcem os fatos pertinentes a comunidade menos favorecida (esclarecida), tudo para manter seu equilíbrio com os poderes executivos e legislativos desse Brasil a fora. Há tempos a “família imprensa”, vem moldando seu candidato no que diz respeito aos interesses particulares, através de muitos contratos assinados sem o consentimento e muito menos sem interesse da comunidade brasileira.
Qual é o papel da imprensa em nossa sociedade juventude? Esse questionamento tem passado batido entre a comunidade menos favorecida pela falta de ética de algumas famílias que detém o monopólio da imprensa, sobretudo, é preciso incutir um pedido de socorro que, nada mais é que o direito de lermos e vermos toda comunidade nas paginas da imprensa dessa mesma imprensa que publica apenas o que a ela (contratada) e a eles (contratantes) são pertinentes para não dizer: de interesses particulares.
A imprensa tem jogado feio para se dar BEM á custa do dinheiro público, mas um fato é distorcido pelo monopólio da “família imprensa”, falando nisso, vocês já viram isto: o que vale para essa imprensa mercenária e lucrativa é manipular e distorcer os fatos em benefício da contratada e dos contratantes. Por isso seria de grande importância a regularização da mídia. É claro que isso são os argumentos deles, ou seja, não podemos dar o devido espaço aos que não concordam com a falta de ética por parte da imprensa. Afinal de contas vivemos num país de samba e carnaval. E o enredo é: informar nada mais é do que maquiar as notícias meu povo.
É preciso que ás pessoas ao ler ás matérias aferidas nos editoriais da imprensa partidária e lucrativa, comecem a refletir sobre o que é verdade ou manipulação, até porque a imprensa só pensa nela mesma (percebe-se que o buraco no asfalto, a falta de fiscalização sobre os logradouros públicos, o mando e desmando por parte do poder executivo, etc. Isso você não vê nas principais paginas da imprensa “contratada pelo poder Legislativo e Executivo”), contudo, ela vive á custa do dinheiro público (clara falta de ética!), e mantém sua pose de democrática diante a sociedade, sobretudo subtraído do dinheiro pago através dos IMPOSTOS da classe menos favorecida que deveria ter através desses impostos melhoria para o desenvolvimento humano.
Portanto, a regularização da mídia se faz necessária, porque não podemos continuar com essa situação no qual algumas famílias que detém o poder da imprensa, sem quaisquer normas, regras e leis á regulamentá-las. Até onde ela vai com essa falta respeito para com os direitos dos cidadãos?
Infelizmente, não da para acreditar que as pessoas são livres como os pássaros, ou que a DEMOCRACIA nos garante o direito de escolhermos nossos governantes livremente. Isto são argumentos vividos numa sociedade onde a imprensa manipula de várias formas o cotidiano da própria comunidade. Infelizmente, todo esse processo democrático é desfeito pelo jogo sujo da imprensa que, a essa altura do campeonato, já demonstra ser partidária e lucrativa, ela que deveria incluir os direitos e deveres da classe menos favorecida ao cotidiano da sociedade, ao contrário, manipula de forma sistemática a notícia que deveria ser esclarecedora e informativa.
A imprensa tem sido um câncer que os políticos autoritários, infelizmente, ainda insistem em alimentar com recursos públicos. Exemplos como nesse fato aí, não precisa ir longe não, basta o amigo ler ou mesmo olhar nas páginas da imprensa que prega a democracia, a ética e a honestidade que você verá abaixo da maquiagem, a verdade nua e crua de como o dinheiro público alimenta essa prática tão abominável na imprensa nacional.
No livro “O combate á corrupção nas prefeituras do Brasil”, na pagina 51, menciona os seguintes dizeres sobre algumas imprensas: “... Existem jornais que dependem das prefeituras, e o prefeito passa a exigir que o mesmo se torne um veículo de propaganda do mesmo e da sua administração. Alguns jornais ganham a concorrência das publicações com um preço baixo do centímetro de coluna e depois recuperam a receita aumentando o espaço das publicações.”
Por fim, percebe-se a importância de regularização da imprensa para frear algumas famílias sem ética que detém o poder da imprensa, e fazem o que querem por não existir legislação que os enquadrem.
Para finalizar: qualquer bom jornalista, repórter, cidadão que desenvolve trabalhos no sentido levar e vincular informações ou mesmo notícias, sabe muito bem que: Omissão é crime perante o código penal brasileiro! Se a sociedade não se atentar a isso, ou seja, conscientizar e fiscalizar sobre tais condutas duvidosas, a imprensa sempre será partidária e lucrativa!

Nenhum comentário: