20 de jun de 2012

Médico é acusado de racismo em Sertãozinho (SP)

Uma auxiliar de limpeza acusa um médico da rede municipal de Sertãozinho (333 km de SP) de injúria racial num posto de saúde da cidade. O caso teria ocorrido no último dia 6.

Membros do Conselho Municipal da Comunidade Negra já notificaram os órgãos públicos responsáveis por apurar situações de racismo.

A denúncia é de Marizelda Fátima dos Reis, responsável por separar sacos de lixo na unidade.

Segundo Acácio Augusto Tobias, presidente do conselho, o nutrólogo José Alves Lara Neto reclamou com a auxiliar sobre sacos de lixo abertos pela rua. Ela disse, segundo Tobias, que a ordem da sua chefe era acomodar os sacos naquele local. Foi quando, diz o conselheiro, começaram as críticas pelo médico.

"Ele a mandou calar a boca, disse que ele era rico, médico, e que ela era pobre. Ele ainda passou a mão assim no braço, dizendo: 'Olha a minha cor, eu sou branco, você é negra'", disse.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou que o secretário da Saúde de Sertãozinho, Jorge Fernando Furtado, vai aguardar ser comunicado oficialmente pela Polícia Civil para então abrir sindicância interna.

A reportagem tentou ouvir Lara Neto desde a última sexta-feira (15) e deixou vários recados em seu consultório, mas ele não ligou de volta. Sua secretária também não informou o nome do advogado que o representa.

A assessoria da prefeitura não soube informar o contato do defensor do médico.
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ribeiraopreto/1106893-medico-e-acusado-de-racismo-em-sertaozinho-sp.shtml

Nenhum comentário: