27 de ago. de 2012

A imprensa ajoelha – Gestor Público vira os Olhinhos de emoção.


Os propósitos da velha imprensa mercenária todos já sabem BEM. Há quase um século de ingratidão, com a comunidade menos favorecida, que diariamente tem seus direitos negados, com a manipulação de uma família mercenária que detém o monopólio da informação, e ainda, em pleno século XXI, a imprensa tem manipulado às informações a favor de grupos políticos.
A guerra que a imprensa tem travado com a comunidade menos favorecida ao longo dos tempos, negando seus direitos, em troca de dinheiro público: o assistencialismo, o autoritarismo, o coronelismo, as necessidades, os favorecimentos, os mentirosos e os ladrões abusão do poder com ganância, questões proliferadas pela ação antiética da imprensa.
A imprensa tem sido um câncer nascido da inércia dos gestores desonestos que há muito tempo perdeu o controle da imprensa, que faz o que BEM quer a bel prazer, nesta terra de samba e carnaval, tudo é alegria para imprensa que sistematicamente manipula e, sempre em épocas de eleições, ela tentar eleger, sem o consentimento da classe menos favorecida, seu candidato, para que os contratos ilícitos com as Prefeituras e Câmaras Municipais possam ser perpetuados no cotidiano manipulador da imprensa mercenária. Lamentável que a classe menos favorecida está sendo alvo da ação terrorista da imprensa!
A imprensa tem ajoelhado e o Gestor Público tem virado os olhinhos de emoções, sem a devida fiscalização da imprensa: a corrupção entre os Poderes Legislativo e Executivo tem caminhado lado a lado, porém os interesses escusos da imprensa são predominantes na terra do samba e carnaval.
A problemática envolvendo a manipulação da imprensa a favor de grupos políticos, são causas que precisam ser discutidas entre a comunidade menos favorecida, quanto à regularização da imprensa e o fim do monopólio de algumas famílias que detém através de seus jornalões o manda e desmanda.
Quem ganha com a regularização da imprensa e o fim dos monopólios de algumas famílias mercenárias com seus Jornalões, são sem dúvida a classe menos favorecida, falando nisto, a imprensa é mesmo o “bichão na pele de cordeiro” e, não a nada a fazer, a não ser: dê um modo engraçado e reverente, aguçara curiosidade da classe menos favorecida, quanto à falta de ética da imprensa.
Esta sendo notório que a imprensa vive a custa do dinheiro público. Falando nisto, e você, já foi manipulado hoje? Seguindo o raciocínio lógico que a imprensa manipula as informações para atender suas benesses à custa do dinheiro público, e eleger seu grupo político em épocas de eleições, partindo desse princípio estão sendo notório a escassez de políticas públicas entre a classe menos favorecida. Na verdade, enquanto a imprensa não for freada, com um marco regulatório, a corrupção entre os Poderes Executivo e Legislativo, por esse Brasil a fora, não terá fim.

Nenhum comentário: