30 de nov de 2012

O efeito maléfico da imprensa.

Categoricamente a imprensa tem sido uma cobra venenosa, de vento em popa, a imprensa lança seu veneno, em um ato desesperado, ela a imprensa suja, ataca gestores públicos que não rezam seu jogo sujo. A imprensa foi domesticada para viver à custa da Prefeitura, no entanto, ela é cão de guarda dos políticos mal-intencionados, para proteger seus contratos ilícitos, a imprensa joga sujo, ela rebola e dança a ciranda da corrupção, o prazer é recíproco, entre a imprensa mercenário e o gestor corrupto. Eles se merecem! O trabalho da imprensa tem sido pautado em manipular e atacar os políticos que não atendem seu jogo sujo, uma imprensa sem escrúpulos, que posa de boa samaritana, mas é lobo na pele de cordeiro, ela é sem dúvida, um bichão mercenário. A imprensa sistematicamente tem manipula as informações a favor de seu grupo político, esse inolvidável fato, tem sido notório no convívio da comunidade menos favorecida, que diariamente tem seus direitos negado pela imprensa. A falta de ética da imprensa mercenária está estampado em seus jornalões sustentado com dinheiro público, diante das evidências da manipulação da imprensa, uma marco regulatório para pôr fim ao monopólio de algumas famílias que vive à custa do dinheiro público seria de grande importância. A manipulação perversa da imprensa parece não ter fim, quando adentramos Brasil a fora, lemos o terrorismo que os jornalões produzem: recentemente o caso mensalão e os ataques da imprensa ao Ex-Chefe Casa Civil, José Dirceu, que mesmo sem prova foi condenado na novela mensalão. A imprensa mequetrefe iniciou uma perseguição ao Ex-Chefe da Casa Civil, José Dirceu, para que ele fosse condenado no caso mensalão, o suposto candidato a presidente nas próximas eleições contra Dilma, Ministro Joaquim Barbosa, durante o processo do mensalão foi bajulado por essa mesma imprensa, que persegue José Dirceu.

 Lula e a imprensa 

 O seqüestro do empresário Abílio Diniz que ocorreu no dia 7 de dezembro de 1989, nesse mesmo ano, acontecia às eleições presidenciais, no qual o partido dos trabalhadores foi acusado injustamente pelo seqüestro. A cobertura do seqüestro e manipulação para caracterizar o envolvimento do Partido dos Trabalhadores no seqüestro, não faltou apoio da imprensa, para que tudo desse certo e garantisse a vitória de Fernando Collor de Mello, na época. Naquele ano, Lula perdeu as eleição para imprensa. Os seqüestradores disseram que foram torturados e obrigados pela polícia a vestir uma camisa da campanha de Lula, isso às vésperas das eleições, matéria vinculada nas primeiras páginas da imprensa golpista, ainda nas vésperas das eleições, os grandes Jornalões da época, afirmam que foi encontrado no cativeiro junto com os seqüestradores, material de campanha política do PT, percebe-se que houve uma manipulação pela imprensa, para estabelecer uma conexão entre o Partido dos Trabalhadores e os seqüestradores.

 Fernando Haddad e a imprensa 

 A imprensa tentou a todo custo eleger seu candidato sepultado José Serra a Prefeito de São Paulo, durante o pleito eleitoral a novela mensalão foi destaque nos jornalões; houve uma manipulação para tentar brindar José Serra e relacionar Fernando Haddad, com o mensalão.
 Estamos diante de um sistema covarde imposto pela manipulação da imprensa, se nada for feito, continuaremos sendo vítimas do efeito maléfico da imprensa.

Nenhum comentário: