5 de dez de 2012

Zoneamento Urbano poderá atrapalhar a construção das mil casas – Oh! Até tu Renato.



Recente em nosso município, um projeto de Zoneamento enviado pelo Prefeito Zé Carlos à Câmara Municipal para ser apreciado e votado, está deixando a família guairense muito preocupada com esse projeto enviado à Câmara Municipal no cair da noite.

Durante a última Sessão na Câmara Municipal (27/11), a família guairense compareceu em massa, para protestar contra esse projeto de Zoneamento Urbano que poderá atrapalhar a construção das 1000 casas (Plano de Governo do Grupo Juntos pela Verdade) e ainda de quebra causar  sérios problemas na rede de água e esgoto.

O município nestes últimos quatros anos sofreu com do déficit habitacional, no entanto, em Guaíra o aluguel está sendo o mais caro da região, reflexo do crescente número de loteamentos aprovados pela Câmara Municipal.

Com o excesso de loteamentos na cidade, as lagoas de estabilização estão sobrecarregadas, e se for aprovado mais esse novo Zoneamento Urbano, poderá causar um estouro  nas lagoas de estabilização e nas redes de água e esgoto da cidade, em nosso município existe uma quantidade exagerada de loteamentos ociosos espalhados pela cidade, sem os devidos cuidados do poder público, com  as chuvas poderão acender uma epidemia de dengue no município.

Voltando a falar da questão do projeto de  Zoneamento Urbano, enviado pelo Prefeito Zé Carlos à Câmara Municipal no cair da noite, que recebeu a primeira votação favorável, que poderá no ano que vem atrapalhar a construção das 1000 casas que irá sanar o problema déficit habitacional que assolou o município nestes últimos quatro anos.

O projeto de Zoneamento Urbano que poderá atrapalhar a construção das 1000 casas e causar sérios problemas a rede de água e esgoto, recebeu em primeira votação os votos dos vereadores Renato César Moreira, João Barbosa, Reginaldo Moretti, José Mendonça, Cecílio Prates e a Vereadora Marília Landim, os vereadores que votaram contra e que estão a favor da construção das 1000 casas foram o vereador José Renato Tavares e a vereadora Maria Aparecida Silva Armani.

A classe de baixa renda do município anseia pela construção das 1000 casas populares, não pode ficar à mercê desse projeto, que segundo matéria vinculada em  o novo O Jornal, neste último sábado (01/12), destacou em sua capa que apoiadores do governo Zé Carlos como o “vereador Renato Moreira e sua esposa, a família Pugliesi e uma herdeira da família Lacativa, controlado do Jornal O Guaíra”, estão por trás desses loteamentos que poderá inviabilizar construção das 1000 casas.

A classe menos favorecida que a maioria vive na periferia da cidade, não pode ficar de braços cruzados, mediante esse lamentável fato, a necessidade da casa própria e viver com dignidade, são direitos constituídos que não pode ser negado a essa comunidade.

A próxima Sessão Ordinária na Câmara Municipal que poderá votar esse projeto de  Zoneamento Urbano pela segunda vez,  sobretudo,   retrocederá a questão das moradias  em nosso município acontecerá no dia 11 de dezembro, não deixe de comparecer à Câmara Municipal neste dia, para solicitar aos vereadores que deixe esse projeto,  para ser votado no ano que vem, depois de um estudo sobre o Plano Diretor do município.


Nenhum comentário: