16 de mar de 2013

Demóstenes e a seletividade da mídia

Por José Dirceu, no blog do Altamiro Borges:

 É importante recordar como a imprensa, com exceções, esqueceu-se do caso Demóstenes Torres/Carlinhos Cachoeira/Marconi Perillo.O caso foi abandonado nos descaminhos da Justiça e mesmo do Conselho Nacional do Ministério Público. O tempo passa e o PSDB-DEM-PPS, envolvidos no escândalo, apostam no esquecimento. Você se lembra de ter visto alguma notícia sobre o assunto nos últimos dias? Pois é.
 
Ontem, o CNMP rejeitou todos os recursos apresentados pelo senador cassado Demóstenes Torres contra abertura de processo por irregularidades cometidas quando ele era procurador de Justiça de Goiás. Mas o assunto não interessa mais à imprensa.

 Diferentemente do que ocorre quando qualquer denúncia – mesmo sem procedência nenhuma – envolve o PT. As acusações feitas por Marcos Valério ao ex-presidente Lula já foram investigadas em inquéritos policiais, e o Supremo Tribunal Federal por mais de uma vez o excluiu da AP 470, não atendendo aos pedidos de um dos réus.

 Isso evidencia o abuso de autoridade do Procurador Geral da República ao enviar as declarações de Marcos Valério para o exame da Procuradoria de Minas Gerais – que agora agiu segundo a lei, concluiu que não havia o que investigar e enviou o caso para Brasília.

Nenhum comentário: