1 de ago de 2013

Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial- Barretos/SP

Barretos realizará Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial Propostas de Promoção da Igualdade Racial, Palestras, Debates, Eleição de Delegados para Conferência Estadual estarão na pauta do encontro para os 19 municípios da regional administrativa. 
 Barretos realiza neste sábado, 3 de agosto/13, das 8h às 18h, no Núcleo de Práticas Jurídicas do Centro Universitário da FEB (Fundação Educacional de Barretos), a Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial, que tem como tema o temaa “Democracia e Desenvolvimento, por um Interior Paulista Sem Racismo”. O evento é gratuito e aberto a toda população da cidade de Barretos e os representantes dos 19 municípios da região administrativa do Estado de São Paulo: Altair, Barretos, Bebedouro, Cajobi, Colina, Colômbia, Embaúba, Guaíra, Guaraci, Jaborandi, Monte Azul Paulista, Olímpia, Pirangi, Severínia, Taiaçu, Taiúva, Terra Roxa, Viradouro, Vista Alegre do Alto. 
 A Conferência Regional, que antecede a Conferência Estadual, a ser realizada de 23 a 25 de agosto/13, em São Paulo e a Conferência Nacional, que acontece de 5 a 7 de novembro/13 em Brasília, é uma realização da Prefeitura de Barretos, através da Secretaria Municipal de Cultura, com a parceria da Secretaria Estadual de Justiça e da Defesa da Cidadania, através da Coordenadoria de Politicas para a População Negra e Indígena.

A coordenadora de Políticas para a População Negra e Indígena da Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania, professora Elisa Lucas Rodrigues, explica que o objetivo é avaliar os avanços, os desafios e as perspectivas das PIR (Políticas de Igualdade Racial). “A Conferência é de extrema importância para que possamos juntos debater e incorporar o tema do evento Democracia e Desenvolvimento por um interior paulista sem racismo e assim avançarmos na luta por igualdade”, afirma. Também estão pautadas discussões sobre as diretrizes para implementação de PIR no âmbito regional, estadual e nacional e sobre os mecanismos de institucionalização da promoção da igualdade racial, tendo em vista a implantação do SINAPIR (Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial). As palestras serão ministradas por: professor doutor Dagoberto José Fonseca (docente da Faculdade de Ciências e Letras – UNESP), Departamento de Antropologia, Política e Filosofia, Programa de Pós-Graduação em Sociologia – Campus de Araraquara e chefe do Departamento de Antropologia, Política e Filosofia) e Edson França (historiador, coordenador geral da UNEGRO (União de Negros pela Igualdade) e membro do Conselho Nacional de Igualdade Racial), "A essência da Conferência é privilegiar o debate e propostas dos eixos para compor a Conferência Estadual e possivelmente a nacional. Precisamos nesse momento pensar estratégias diferentes para o desenvolvimento e enfrentamento ao racismo. Nesse contexto afirmo a importância dos municípios, para que as demandas ganhem visibilidade e força reivindicatória para as problemáticas e especificidades regionais" observa França. 
Os subtemas serão debatidos em quatro eixos temáticos, incluindo os seguintes tópicos: Estratégias para o Desenvolvimento e o Enfrentamento ao Racismo; Políticas de Igualdade Racial no Brasil: avanços e desafios; Arranjos Institucionais para Assegurar a Sustentabilidade das Políticas de Igualdade Racial – SINAPIR (órgãos de promoção da igualdade racial, fórum de gestores, fórum populares, conselhos e ouvidorias) e Participação Política e Controle Social: Igualdade Racial nos Espaços de Decisão.
 “O importante nesse processo é a mobilização da Cidade e de toda região, para que os prefeitos se sensibilizem e deem a devida importância à Conferência, incentivando a vinda dos delegados para que ela seja participativa, democrática e possibilitando o diálogo entre os poderes, no sentido dessa região avançar nas políticas de Igualdade Racial”, lembra José Eduardo Malheiros Junior, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, representando o Poder Público.
 “Objetivando uma frente de mobilização regional, discutindo e implementando políticas públicas e ações afirmativas que se alinhem efetivamente a garantia de direitos e promoção da igualdade racial, através do desenvolvimento sócio econômico e riquezas que esta região do Estado gera, contribuindo positivamente para eliminação da discriminação, preconceito racial e racismo”, finaliza.
 Fonte:http://www.facebook.com/photo.phpfbid=10200389995458082&set=oa.217522531730648&type=1&theater

Nenhum comentário: