29 de mar de 2014

Mello deu fim ao xaveco do Jornal O Guaíra

Por Adeir Alves:

 O desmamado Jornal O Guaíra depois que teve seus contratos rompidos com a Prefeitura, mudou seu jeito de informar, sai de baixo, a gestão Melista que se segure! 

Qualquer cidadão que aprecie a ética jornalista e tem grande admiração pelos órgãos de imprensa que serve a comunidade e não aos interesses particulares, ao avaliar a nova postura ou tática imposta pelo Jornal O Guaíra de ataques gratuitos direcionados a gestão pública, deve estar sem entender o porquê do referido órgão de imprensa estar tão descontrolado?


Na verdade desde que teve seus contratos rompidos, o Jornal O Guaíra vem procurado pêlos em ovos, é um xaveco atrás do outro. Com uma postura investigativa e raivosa, com certo ódio depois do rompimento dos contratos que alicerçavam o órgão de imprensa - até parece que renasceu das cinzas um News of the World. 

Nosso município cresceu, desenvolveu, e, sobre a inércia dos governos cresceu a questão do déficit habitacional muito acentuado nos últimos quatro anos, favorecendo uma maioria sanguessuga classe de loteadores e deixando a família guairense pagando um aluguel mais caro da região.

 É inevitável que com o rompimento dos contratos com o Jornal O Guaíra - o lado bom - acendeu uma crescente economia aos cofres públicos, sobretudo, porém o governo municipal terá recursos para sanar a questão do déficit habitacional em nosso município. O governo agiu certo ao pensar no povo. 

O corte dos contratos com o Jornal O Guaíra, que diga de passagem em 2011 e 2012 abocanhou a robusta quantia de R$ 500 Mil, tudo bem que o Paço Municipal tem que divulgar os atos e fatos da Prefeitura, conforme a Lei direciona, portanto Mello para acabar com a festona da imprensa, criou o Diário Oficial do Município que deu fim ao xaveco do Jornal O Guaíra. 

Agora sim, com o Diário Oficial do Município, sem sombra de dúvidas chegamos a uma conclusão que não há necessidade da Prefeitura manter contratos com a imprensa, Mello agiu certo ao pensar no povo desmamando a imprensa.

Nenhum comentário: