16 de out de 2014

Cruz credo dessa aliança nebulosa montada nos bastidores da política!

Por Adeir Alves 

 A toda poderosa família da imprensa manipuladora tem-se articulado nos bastidores da política movimentando suas armas sinistras, claro que há uma união entre a imprensa e os juntados dos grupos da direita conservadora que querem Guaíra, como sempre quiseram pra eles e só deles, se esta união for concretizado e vencendo as eleições de 2016, Guaíra voltará a ser novamente a capital regional da especulação imobiliária.


 Cruz credo dessa aliança nebulosa montada nos bastidores da política e com foco nas próximas eleições municipais de 2016. A trincheira está sendo montada entre a união da família da imprensa acostumada a viver a custa do dinheiro público e a direita composta pela classe rica do município, contudo a velha tática deverá ser a mesma espalhar um clima de beligerância entre o dorminhoco governo municipal e o povo. 

O estado de decadência que move os impulsos descontrolados da família da imprensa e os partidos juntados com a direita conservadora favorece um clima ótimo para uma possível terceira via fruto de grupos políticos oriundos da classe pobre, sobretudo aqueles que não apoiam a nova postura investigativa da imprensa, como também não comungam com a direita conservadora e muito menos com a esquerda liderada por Mello, por isso, convenhamos que o povo nas próximas eleições terá opções de escolha. 

A título de raciocínio: Depois das eleições do dia 26 deste mês, envolvendo a disputa entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), independente do resultado, claro que se Dilma vencer aumenta as chances de sobrevivência do grupo Melista a frente do Paço Municipal e, sem sobras de dúvidas que a vitória de Dilma é o combustível de Mello, bem como a potencializarão de sua força política, agora, se Aécio Neves vencer, Mello ficará manco perdendo sua força política oriunda dos Ministros Petistas, em outras palavras ficará difícil governar Guaíra sem recursos federais, mesmo Guaíra com um invejável orçamento de aproximadamente 150 Milhões em 2015, Mello perde um fator importantíssimo para sua governabilidade que é sua força política junto ao Governo Federal.

 Se Dilma for derrotada que é uma caso difícil de acontecer, mas pode acontecer, 2015 e 2016 Mello terá que enfrentar a dura oposição entre o descontrole raivosos da família da imprensa e a direita conservadora. Refletido e analisando: o que poderá acontecer depois do resultado das eleições para Presidente, Mello poderá sinalizar ainda que seja tarde, para um olhar crítico no que diz respeito a se municiar com novas idéias seu poder de respostas.

Nenhum comentário: