6 de nov de 2014

A estratégia Melista parte II

Adeir Alves 

 Tem sido notório a ciumeira e a implicância da família da imprensa contra o governo municipal, não há quem não diga que é muito difícil governar com uma oposição ferranha imposta pela falta de ética da Imprensa e a marcação cerrada dos grupos políticos oposicionista do tudo contra? 

A família Guairense nunca em toda história de nosso Município desde sua emancipação política havia presenciado tamanha oposição contra um governo eleito pela maioria pobre. 

Mello tem administrado seu governo sobre os pilares da ética, da responsabilidade, dos interesse públicos, da honestidade e o respeito ao contraditório, e isso tem irritado os meios de comunicação de nossa Guaíra. Convenhamos que a imprensa tenha apresentado um jornalismo fora do normal, um jornalismo de ataques, de afrontamentos, um jornalismo vergonhoso que vem produzindo um besteirol atrás do outro, na verdade, os interesses públicos são trocados pelos interesses financeiros das famílias que conduzem a imprensa em nosso município. 


Mello vem levando gratuitamente um baita coro da imprensa, ainda que não tenhamos conhecimento porque Mello mantém o silêncio sem apresentar um poder de resposta à altura de um governo futurista? Por que o governo Melista não consegue se erguer em meios a guerra declarada pela família da imprensa conservadora? Por que os governados não se exaltam contra as atitudes perversas da imprensa e clama por um governo de mudanças? São perguntas que precisam de respostas. 

O dia que Mello chorou

Mesmo com as perseguições da imprensa, Mello derramou lágrimas quando teve que cortar na carne e exonerar vinte cargos de sua gestão, esse ano propostas que lhe rendeu economias aos cofres públicos. Mello recebeu o apoio do Povo. 

A resposta que deixará a irritadíssima família da imprensa em silêncio 

Soa aos quatros cantos da cidade que a gestão Melista deverá passar ainda esse ano por mais uma Reforma Administrativa que levará Mello a expor suas cartas nas mangas depois de ouvir o clamor que aquece a esperança dos Presidentes de Partidos, bem como os membros do grupo que são unânimes quanto ao nome do competentíssimo Dr. Wellington Luiz Campos que carrega uma bibliografia invejável e dono de uma tremenda popularidade, que venha a ser incorporado junto a uma Secretaria que possa turbinar e alavancar a popularidade de Mello. 

O nome do Dr. Wellington Luiz Campos seria uma estratégia para calar a imprensa e evitar qualquer fracionamento do grupo em 2016, na verdade Mello enterraria um possível fracionamento do grupo e selaria um pacto com os Presidentes de Partidos e os membros dos grupos, contudo, para os próximos anos Mello apresentará um governo de sangue oxigenado.

Nenhum comentário: