3 de nov de 2014

O fracionamento do Governo e o caso dos Setentas

Adeir Alves 

 A gestão Melista vem atravessando um momento de grande progresso oriundo de verbas Estadual e Federal, escrevo isso após ver e analisar que inúmeras obras estão sendo direcionadas para serem inauguradas no ano de 2015 e outras obras deverão iniciar e ter seu término no mesmo ano, como, por exemplo, o início das Casas Populares, Creche no Bairro Jardim Eliza, Centro de Eventos e a Estância que será construída no Bairro São José do Albertópolis, o Guaritá, entre outras obras, conforme plano de governo, para quem sabe ler um pingo é letra, essa é uma estratégia Melista para alavancar popularidade do Governo e, concomitante sinalizar, após pesquisa, quem do grupo estará pronto para governar em 2017.


A gestão Melista sob o comando de Mello está caminhando em direção ao caminho certo seguindo a realização do plano de governo. O árduo trabalho de Mello a frente do Paço Municipal sempre foi, até o exato momento muito responsável, com tantas responsabilidades para serem administradas, Mello ainda terá que ter tempo em 2015 para canalizar verbas junto aos Ministros Petistas, dito isso, afirmo que a vida não é nada fácil para um gestor público. Outro fato preocupante é o maldito ditado popular que assombra os governos: "casa em que o gato não está, os ratos fazem a festa". Mello precisa tomar muito cuidado na empolgação querer fazer a coisa certa e, inocentemente, acaba por deixando à Prefeitura sozinha, conforme é muito dito nos bastidores do grupo, o poder de mando que habitam no Paço, todavia, tem germinado um descontentamento pela ausência, tempos atrás, de Mello a frente da Máquina Administrativa, como tudo não é só alegria, se nada for feito, poderá haver em 2016 um fracionamento do grupo incorporando vários grupos na disputa do novo pleito em 2016. Para evitar qualquer desconfortos como um possível fracionamento do grupo, Mello é velhaco e fará a coisa certa reunindo com os Presidentes de Partidos com a pergunta na ponta da língua. 

Mello tem tudo para chegar em 2016 voando em popularidade e escrevendo seu nome no rol dos melhores administradores da história política de nosso município, ainda que a imprensa oposicionista torça contra, é fato que Mello irá cair nas graças do povo, fato que também poderá não ser consumado se Mello não abrir os olhos e separar o Joio do Trigo, ou veemente, sepultar qualquer embrião gerado pela ausência de Mello no Paço e que venha no ápice da vaidade política fracionar o grupo. 

 Entre tantas conquistas que vão alavancar a popularidade de Mello, conforme dito acima nesse texto, o que deve estar deixando Mello intrigado foi, sinceramente, como alavancar á segurança pública e o caso dos "Setentas", explico: nas vésperas das eleições para Presidente no segundo turno, o grupo Melistas reuniu-se todo eufóricos na dependência do Barracão do Preto Canela no sentido de refletir a atual conjuntura da política e programar o trabalho dos integrantes do grupo, mas após a chegada de todos, Mello levou um baita susto com o reduzido número de pessoas entre simpatizantes e membros do grupo que compareceram, foi um sinal de alerta para Mello quanto no futuro haver um fracionamento do grupo, no entanto, na ocasião, Mello aproveitou para lavar as roupas sujas do grupo mencionando a falta de vontade dos apoiadores do grupo em consolidar a defesa nas redes sociais, Mello ainda finalizou ressaltando o pequeno número de pessoas presentes na reunião. 

Vereador por dois mandatos e Prefeito pelo segundo mando, bobo é aquele que acha que Mello é bobo?

Nenhum comentário: