19 de mar de 2015

Dê a imprensa o que não é não da imprensa. Mas dê ao povo o que é do povo!

Imagem é ilustrativa, retirada da internet
Adeir Alves 

 Dizer que a população guairense não esta atordoada por causa desse jornalismo tendencioso, rancoroso e raivoso, erguido nos desejos escusos das famílias detentoras de um “mal poder em desinformar”, seriamos tão omissos quanto a esta imprensa feita por pessoas cheias de interesses próprios. 


 Dê a imprensa o que não é da imprensa (dinheiro público). Mas dê ao povo o que é do povo (políticas públicas). Este ponto, nós reflete ao pensamento crítico que o governo municipal (eleito pela grande maioria dos munícipes guiarenses), vêm agindo contrário aos desejos e vaidades por parte da imprensa sem ética (isso já não cabe mais numa cidade democrática e composta por pessoas honestas!). 

 O que o governo municipal faz através de informar a população, dá-se o nome de publicidade ou se não, não teria outra denominação por parte do tribunal de contas, por exemplo. Mas, durante muitos e muitos anos, a sedenta e maquiavélica imprensa coordenada por famílias que sabem bem utilizar o discurso democrático quando a favor de seus interesses, encontravam formas e meios para ostentar suas glórias pessoas através de brecha nas leis e, assim, o faziam diversos contratos com a prefeitura. Quanta farra com o dinheiro público, hein? Agora o pasto está com vacas magras, o rio está quase seco, o dinheiro esta sumindo e as festas estão ficando apenas nos álbuns de fotografias. Ou seja, o ciclo vicioso que enriquecia a luxuria ostentada a lá dinheiro público, acabou de vez! 

 É claro que assim que um político que pensa e trabalha em prol a seu povo desse um basta a tudo isso, o que é que essa imprensa iria fazer hein meu amigo? É isso mesmo nobre leitor, iria começar a morder o próprio rabo por não ter mais o filé mignon pra comer e ostentar.

 E como sempre dizia um ex-vereador de nosso município: “O povo não é bobo, é inteligente, e vai saber reconhecer tudo isso na hora certa”. Foi o que o povo fez, em outubro de 2012, basta disse o povo a essa farra da imprensa que, agindo apenas para alimentar suas vaidades, era omissa aos anseios do povo, enquanto o povo penava durante administrações que aprovava excessos de loteamentos e tal, com isso a especulação imobiliária decolava mais alto do que foi a própria Apolo 13. 

 Hoje em dia, essa mesma imprensa que, na ótica de um governo sério e democrático, deve esta fazendo um regime daqueles, onde os neurônios já não se reproduzem mais, não oxigena o cérebro dessas pessoas que antes viviam apenas como bezerros, com isso, o jornalismo cai no aspectos do terrorismo político. Hoje a realidade deve está complicado, né?! 

 O nosso município está repleto de gente feliz, mas que, de dois anos e três meses pra cá, vem ouvindo e lendo certas coisas que não condizem com a verdade, é claro por causa da imprensa. 

 A pergunta que fica no ar é a seguinte: O prefeito Sergio de Mello não foi eleito de forma democrática pela maioria do povo guairense e não fez o correto ao dar um basta na farra do dinheiro público, então porque é que á imprensa não entende isso? 

 A família Guairense tem que apoiar o prefeito nesse sentido sim, porque se ele ceder aos anseios por parte da imprensa mercenária, o que será do povo? Gente feliz ou de gente frustrada por parte do prefeito ao retroceder as delicias ordinárias de uma imprensa sem ética? Por outro lado, o governo é forçado a tomar decisões acerca de preservar os valores de nossa sociedade SIM! Valorizando os valores éticos e jornalísticos em nosso município, objetivando o sepultamento de vez por parte dessa guerra proferida pela família-imprensa, simples assim, dando á imprensa o que não é da imprensa. 

É contando com o apoio do povo fará com que o prefeito NÃO vá fazer como os outros prefeitos, ou seja, acariciar, amassar e dobrar a imprensa, como era antes, tudo isso a um preço a ser pago através do sagrado suor de nossa comunidade. 

 Cabe nossa sociedade conformar-se ou não sob o governo dar a imprensa o que não é da imprensa. Portanto, a compreensão do sistema composto por pessoas sem escrúpulos que anseia em iludir o povo, iludindo a quem é de direito os recursos públicos: o Povo! 

 A sociedade não é boba, ela saberá tomar sua decisão na hora certa. Portanto, acredito numa manifestação democrática contrário a todo esse fenômeno de manipulação em benefícios de poucos, executados por causa do silencio dos inocentes.

Nenhum comentário: