7 de mai de 2016

Os vereadores e a comunidade sonhando pelos espaços culturais

Adeir Alves:

Nosso município cresceu muito nos últimos anos. Guaíra expandiu de forma meteórica na questão habitacional no lado oeste, formando um aglomerado de bairros como o Residencial Thaís I e II, Jardim Califórnia, Nova Guaíra, Residencial Lígia, Residencial Guimarães, entre outros.

 Com o crescimento habitacional no lado oeste da cidade ascendeu à demanda por espaços culturais, no entanto não houve a participação dos órgãos competentes no que implica os investimentos na construção de espaços culturais, sem os devidos espaços, não foi possível fomentar atividades culturais que contemplasse essa humilde população.


Questões tão pertinentes como o abandono desses bairros poderão ser equacionados com a presença dos vereadores nesta região junto com a comunidade discutindo e pontuando as necessidades de fomentar atividades e a construção dos espaços culturais e dos mecanismos que abriguem os programas sociais e de inclusão.

Na verdade nesta região abriga-se uma comunidade pagadora de impostos que nos últimos anos convivem com a ausência dos órgãos competentes, por isso é nobre a presença dos legisladores ouvindo os descontentamentos dos moradores, quem sabe uma frutífera audiência pública liderada  pelos vereadores, Ordem dos Advogados (OAB) e pelos representantes do Ministério Público (MP). 

Com a presença dos vereadores fazendo uso de suas atribuições legais, após ouvir as reivindicações dos moradores, um documento impetrado pela Casa de Leis nortearia o gestor público sobre suas atribuições e as prioridades do município.

 Claro que a presença dos vereadores, Ordem dos Advogados e os representantes do Ministério Público nesta região  aproximaria a comunidade de seus representantes forjando uma Guaíra de prioridades.

Nenhum comentário: