11 de jul de 2016

Nós, o povo, somos a mudança!

Adeir Alves:

 Nosso município está entrando no clima de eleições, os pré-candidatos já se anunciam suas possíveis candidaturas ao Executivo e Legislativo. Nós, os eleitores precisamos estar preparados para fazer o “tal do acerto de contas nas urnas”, é a vez de avaliar se houveram avanços nas áreas de saúde, educação, esporte, cultura, lazer, infraestrutura, segurança, habitação e nos programas sociais, como também atendimentos aos munícipes no gabinete. 

 Nós, o povo, somos a mudança! Guaíra tem um dos 50 maiores orçamentos do estado de São Paulo, simples assim, é só fazer a coisa certa, para que nossa cidade possa entrar nos trilhos do desenvolvimento e voltar a crescer, mas para que isso se torne realidade, o povo tem que estar antenado ao cenário político local.


 Outro ponto positivo e pertinente a esta questão importantíssima para o avanço de nosso município é, sobretudo, analisar com muita atenção as alianças políticas, ouvir as propostas de nossos futuros candidatos em relação às políticas educacionais, esportivas, culturais, infraestrutura, segurança pública, saúde pública, habitação, enfim, políticas públicas que são deveres dos políticos nos assegurarem, conforme nossa Lei maior, a Constituição Federal. 

 Outra questão que necessita ser consolidada entre os futuros candidatos a prefeitos e vereadores é o olhar humano para nossos funcionários públicos, ou seja, dar a César o que é de César: pagar insalubridade, horas extras, fornecer uniformes, loteamentos populares, prêmios entre eles e, acima de quaisquer políticas, tratá-los com dignidade e respeito, porque eles, os servidores públicos são o coração da máquina pública. 

 Resolver os problemas de iluminação e limpeza pública precisa ser prioridade de qualquer governo que for assumir a prefeitura em 2017. Guaíra precisa ser bem cuidada, acabar com as terceirizações, sepultar os robustos gastos com comunicação e consultorias, trabalhar de forma honesta e ter responsabilidade com o dinheiro público enxugando a máquina pública de seus gastos desnecessários. Eu creio que isso não será tarefa difícil para qualquer grupo político que pretende disputar as eleições deste ano?

 “Seja a mudança que você quer ver no mundo”

Nenhum comentário: