4 de ago de 2016

Um olhar humano para os Servidores Públicos em 2017


Adeir Alves:

 Implantar políticas inovadoras e de direitos junto aos nossos funcionários públicos, não será uma tarefa difícil para o próximo prefeito realizar em 2017, partindo do princípio que os servidores são o coração da máquina pública e merecem ser tratos com dignidade e respeito pela excelência dos serviços prestados à família Guairense diariamente, muito justo! 

Questões simples com uniformizá-los, dar condições de trabalhos amparado nos EPIs, como também incentivá-los com prêmios mensalmente para o funcionário que desempenhar o melhor trabalho no seu devido setor.


 Não só incentivá-los nessas políticas citadas acima, mas proporcionar um leque de condições justas como aumento de salários dignos, pagar as licenças prêmios de forma igualitária, acabar com as perseguições políticas, sepultar os favorecimentos aos amigos do rei, entretanto, oferecer uma gestão pública igualitária a todos. 


Outra política de direito que o próximo governo poderá executar, é a questão do sonho dos loteamentos populares, onde a prefeitura se apossaria de uma grande área, claro que aparado na Lei Orgânica do Município: política que contemplaria um lote a preço mínimo, para que todos servidores construíssem suas moradias. A questão do loteamento popular parte da justificativa de que muitos servidores pagarão um aluguel caríssimo, entretanto, para que esse sonho transforme em realidade, o próximo governo fazendo uso de suas atribuições legais, sepultará a farra dos excessos de cargos de confiança, acabar com o fantasma das consultorias, reduzirem os robustos recursos destinados ao setor de comunicação, enfim pôr uma pedra no clima de beligerância entre governo e servidor, sobretudo, administrar os recursos públicos com responsabilidade! 

Tudo será mais fácil em 2017, fecundando um bom relacionamento entre o próximo Prefeito e o Sindicato dos Servidores Públicos, é o mínimo que uma gestão democrática poderá oferecer, abrindo a porta do gabinete para os representantes da classe, para que eles possam, junto com o executivo municipal, resolver todos os problemas que perturbaram a classe de servidores, nos últimos quatro anos. 

 Na verdade o que os funcionários públicos querem é o que é de direito, nada mais que a Lei de Responsabilidade Fiscal permite: Salários dignos e condições de trabalho, acesso à moradia, à cultura, ao esporte e lazer.

Nenhum comentário: