5 de set de 2016

Guaíra pronta para o futuro, e os funcionários públicos?

Adeir Alves:

 Os funcionários públicos prestam um serviço de grande importância para o desenvolvimento de nosso município, na verdade eles são o coração da máquina pública.  Entra prefeito, sai prefeito nossos servidores estão lá trabalhando exercendo suas funções, um trabalho de excelência voltado à família guairense. 

Nos últimos anos, os servidores sentiram a dor do abandono, passaram por momentos críticos, mas nenhum deles deixaram de exercer suas funções. Guaíra só estará pronta para o futuro, sem demagogia, quando realizar suas atribuições, como atender os anseios dessa classe tão trabalhadora e tão injustiçada.


 Há uma necessidade justa que implica na boa vontade do gestor público em priorizar a classe de servidores no tocante às políticas de direitos: EPI (Equipamentos de Proteção Individual), uniformes, políticas de loteamentos populares, prêmios mensal ao funcionário de cada setor, pagar a licença prêmio de forma igualitária, pagar as horas extras trabalhadas, rever a questão da insalubridade, criar um plano de carreira, entre outras políticas necessárias à classe.

 Por todas essas políticas que têm sido amputadas aos servidores, na mão única, é de suma importância para que próximo prefeito priorize essas questões - como eu mencionei acima, os funcionários públicos são o coração da gestão, e se eles têm seus direitos negados, temos uma gestão doente incapaz de seguir à frente com suas obrigações diárias. 

Esse é o grande momento sob a égide do Sindicato de mãos dadas com os servidores públicos caminhado e cantando ao som da batida dos direitos, sim eles podem quebrar o muro da vaidade que impede o diálogo entre governo e funcionário público.

 Para que tenhamos uma Guaíra pronta para o futuro, é importante emergir um governo que atenda e que entenda que esta classe faz parte do orçamento público e que seus serviços são de grande utilidade para o progresso de Guaíra, um governo de portas abertas aos representantes do Sindicato dos Servidores Públicos.

 Um governo democrático de portas abertas para os representantes do Sindicato dos Servidores Públicos, tendo o diálogo como mediador de conflitos, enterrando para sempre, o clima de berigelância entre Sindicato e gestor, agora sim podemos sonhar com uma Guaíra pronta para o futuro, sem demagogia!

Nenhum comentário: