2 de set de 2016

Pense bem antes de vender seu voto!

Adeir Alves: 

Nos últimos anos o País passa por momentos difíceis por conta da crise econômica oriunda da irresponsabilidade das ações políticas, crise que assola o Brasil! Os brasileiros estão assustados e sendo forçados a conviver o desemprego, aumentos de impostos, déficits no orçamento público, taxa de iluminação pública e um crescente aumento na cesta básica.

Nas eleições municipais deste ano, por esse Brasil afora, nós os pagadores de impostos teremos o poder de mudar esse quadro dantesco que retrocede as cidades brasileiras, sobretudo destronar os governos todo poderoso que acham estar acima do sistema democrático, sim nós podemos!


O povo precisa ter voz nas ações políticas, seja no legislativo ou executivo isso é um direito constituído no qual não podemos mais ser cerceados. É nestas eleições municipais que todos brasileiros com sede de mudança serão impulsionados em direção às urnas no dia dois de outubro, para dar uma nova cara à política municipal

Para que a mudança aconteça na política municipal, é importante que você eleitor não venda seu voto e não caia no conto das falsas promessas e, muito menos, nos falsos abertos de mãos e nos tapinhas nas costas, nem no falso sequestro de ideias. Eleger um quadro de políticos honestos compromissado com o desenvolvimento de sua cidade é a nobre razão para que você não venda seu voto.

É você eleitor que sofreu nos últimos quatros anos com a falta de políticas públicas, com a escassez de investimentos nas áreas de saúde, educação, esporte, cultura, infraestrutura, programas sociais, é você eleitor consciente que pode sepultar os aumentos abusivos na conta de água e acabar com a taxa de iluminação pública, pense bem antes de vender seu voto, vote consciente, voto não tem preço, tem consequência! 

Lembre-se: A política e a sua praticidade na importância do desenvolvimento de sua cidade, só depende de sua consciência na hora de escolher o grupo política que irá, com sua permissão, admirar sua cidade!

Nenhum comentário: