4 de jan de 2018

Zé Eduardo avança, o Povo assusta

Por Adeir Alves:

Bem diferente do aconchego do período eleitoral, Zé Eduardo vem governando Guaíra à mão de ferro, doa quem dor, a base aliada é quem manda, “ tudo para o grupo, nada contra o grupo, nada fora do grupo.” Durante a efervescência do clima das eleições municipais de 2016, a cúpula do atual prefeito, todos juntos no palanque na época, gotejavam palavras de humildades... Entre abraços e apertos de mãos a comunidade acreditou que a solução para todos os problemas da cidade estavam naquele juntado, na verdade o Povo abraçou a ideia da esperança! No entanto o discurso moldado nas palavras serenas do até então candidato a prefeito Zé Eduardo, acendeu um clima acolhedor direcionando os mais pobres a acreditarem que esse era o grupo político da mudança e que tinham as ferramentas certas para alavancar nossa cidade. 


 Foi a penas um sonho cultivado na estirpe. Após a coligação liderada por Zé Eduardo vencer as eleições, um pesadelo que parece não ter fim assombra nossa cidade. 

 O sonho lindo que transformou em pesadelo: Logo no início da gestão a polêmica do Transporte Universitário, que fez com a base governista tremesse nas dependências da Diretoria Municipal de Educação, sob pressão, o jeito foi dar uma de Pôncio Pilatos e lavar as mãos, passando as responsabilidades do Transporte Universitário à classe de estudantes, ausentando à Gestão Pública de responsabilidades. 

 A decepção dos Servidores Públicos: Um irrisório aumento de 5% na folha de pagamento fez com que a classe de Servidores perdesse a esperança de dia melhores. 

 A angústia dos mais pobres: Durante a crise econômica que atravessa o País, à base aliada (Legisladores) do atual governo votou, como nunca antes na história, um robusto aumento de 4, 57% na conta de água, foi à gota d’água! 

 Zé Eduardo é linha dura: O fim das farmacinhas agregadas nos postos de saúde (PSF) e a centralização das mesmas num prédio alugado pela prefeitura, no Bairro Jardim Paulista, mostrou quem é que manda. Com a mudança todos que residem longe do referido local, precisam conviver com a lonjura, para ter acesso ao direito de adquirir seus medicamentos. Sem contar que ainda persiste a necessidade da população madrugar nos postos de saúde para atendimentos, falta organização na saúde. 

 Zé Eduardo é osso duro de roer: Quanto é difícil comprar um terreno e, ao longo do tempo fazer suas humildes economias, para realizar o sonho de construir sua casa própria deixando as dificuldades do aluguel para trás - quem tem terreno e, por questões como trabalho cuidar da família, agora, se não limpá-lo, receberá uma multa caríssima no valor de R$ 250,70. 

 Administrar Guaíra sob à sombra da imprensa, tudo fica mais fácil, portanto, sem a devida fiscalização por parte dos órgãos de imprensa, de fato, o Povo não tem mecanismo para reclamar os seus direitos – com tantas facilidades - o prefeito não precisar deixar sua zona de conforto. 

 Voltando a falar das prioridades do Município, a UPA que é um grande avanço na saúde pública, obra que é de grande importância na vida da comunidade mais pobre, e triste vê-la abandonada à mercê da intempérie – um abandono desnecessário! 

 Sem falar na construção do Cras I que está parada, porque não sabemos? A Estação de Tratamento de Esgoto também está parado, também não sabemos o por quê? E mesmo assim o governo continua liberando loteamentos sem que a Estação de Tratamento de Esgoto esteja pronta? 

 A limpeza pública outro serviço que está ruim em nossa cidade deixando muito a desejar, algumas praças mal cuidadas, nosso cartão postal Lago Maracá precisa de mais cuidados. O governo cobrando dos munícipes a construção de calçadas, mas nem sequer fez uma calçada nos inúmeros terrenos que a prefeitura possui. 

 Por fim, outro problema que vem se arrastando há anos, entra e sai administração e ninguém faz nada sobre a questão do cemitério, que não tem mais espaço. É por essas e outras que povo precisa ter fé e continuar acreditando, sonhando que um dia desses Zé Eduardo vai abaixar a guarda e pensar mais no Povo que o elegeu, emergindo um novo jeito de governar caminhando nas ruas dos Bairros, como foi nas últimas eleições, reunido com cada comunidade e ouvindo seus descontentamentos. 


“Apto para governar está quem ama tanto o seu povo como se ama a si próprio.” Textos Taoístas 

 “O povo não existe por causa do rei, mas o rei existe por causa do povo.” John Milton 

 “Só a participação cidadã é capaz de mudar o país.” Betinho

Nenhum comentário: