30 de nov de 2018

Você sabe quais são as atribuições do Vereador que você depositou seu voto de confiança?

Adeir Alves: 

 A cada final de quatro anos exercemos nosso direito constituído, vamos ao encontro das urnas eletrônicas, para elegermos nossos representantes junto à Câmara Municipal. Em 2016, em nosso município participamos do processo eleitoral votando e escolhendo nossos representantes. E, você, lembra qual foi o vereador que você depositou seu voto de confiança para representá-lo? 

 É sempre bom estar informado da verdadeira função do vereador guairense, para que o eleitor possa cobrar melhorias como, por exemplo: nos serviços públicos, nos bairros e na cidade como um todo. 

 Entretanto, é conhecendo o trabalho dos parlamentares, antenados nas sessões da Casa de Leis, que, no entanto, renunciaremos e anunciaremos uma sociedade crítica e libertadora de dependência de uma ou outra ajudinha política durante o período eleitoral municipal. “As flores dos Bairros hão de florir”!

 Eu já mencionei em outro texto que, para falar do Poder Legislativo, é necessário entender um pouco desse olhar de patrão (povo) e empregado (vereadores), ou seja, o empregado tem horários para chegar e sair do trabalho, já o patrão tem suas importantes responsabilidades no sentido de fiscalizar, analisar, chamar a atenção e, como todo bom patrão, elogiar e sugerir para que o bom funcionário possa crescer cada vez mais dentro de sua empresa 

 Sobre o funcionário (vereador), suas atribuições, dentre todas elas, legislar (criar leis), propor emendas junto ao orçamento público, acompanhar os processos licitatórios, fiscalizar as ações do governo, também são referendadas a obrigatoriedade de fiscalizar o cumprimento das leis e das aplicações do erário, ou seja, do dinheiro público gerido pela gestão municipal durante os quatros anos. 

 O vereador eleito pela grande maioria tem, no mínio, a decência e a competência de, ao menos, estudar a Lei Orgânica do Município. É aí que entra o patrão (povo) no sentido de questionar o porquê o seu funcionário não está seguindo essa Lei? Basta assistir às sessões de nossa Câmara Municipal para compreendermos como está sendo executado o trabalho dos nobres vereadores que foram eleitos pela grande maioria? 

 Nas últimas duas Sessões, a Tribuna Vicente Lacativa foi um verdadeiro instrumento de ataques por parte do Presidente da Casa, Edvaldo Doniseti Morais (PSDB), uso a Tribuna para atacar a vereadora Ana Beatriz Coscrato Junqueira (PSDB), que, até então, defendia os interesses da cidade, isso foi à gota d’água; em meios a tantas enxurradas de ataques raivosos, a parlamentar optou pelo silêncio. Não é e nunca foi essa conduta autoritária de Legislar que Guaíra precisa. 

 Esse texto, para mim, é um conversa sem fim, crítica, filosófica, ética com os eleitores desse humilde blog, acerca de como é tão importante o trabalho dos legisladores no progresso do desenvolvimento de Guaíra. 

 O importante sempre é a reflexão crítica que nos aguça e nos direciona para os caminhos da curiosidade de entendermos a responsabilidade do eleitor que confiou seu voto no vereador sobre o que ele está realizando em benefício de sua comunidade? Quais foram às verbas que eles trouxeram para o nosso município? Será que eles estão lutando pela questão da empregabilidade, melhorias no sistema educacional e a construção das casas próprias que tanto são sonhadas pela família guairenses? Quais as condições que eles proporcionaram, via projetos de Leis que ocasionaram o bem-estar de nossa sociedade? 

 Faltando aproximadamente dois anos para as próximas eleições municipais, para a composição do poder Legislativo novamente, você nobre leitor e leitora precisam  estar  atentos quanto ao trabalho do vereador que você confiou uma importante responsabilidade.

 Quem sabe um maior amadurecimento de nossa sociedade sobre o funcionamento de nosso Legislativo, convenhamos, seja o maior nutriente para o crescimento de nossa cidade. 

 “Nossos políticos só legislam a favor dos ventos das suas conveniências e das ondas dos seus interesses.” Miral Pereira dos santos

Nenhum comentário: