26 de fev de 2019

A Câmara presente na educação municipal

Por Adeir Alves: 

 Na última Sessão Ordinária (19/02) que aconteceu na Câmara Municipal de nosso município, um assunto de extrema importância envolvendo a educação municipal foi muito ressaltado por alguns vereadores.

 O sistema educacional de nossa cidade tem sido alvo de muitas críticas contundentes entre os Parlamentares, isso em quase todas as Sessões; por se tratar de uma pasta que, na verdade, é agraciada com a robusta quantia R$ 45 Milhões oriundos do orçamento municipal, um quarto do orçamento, é preocupante haver tantos questionamentos proferidos pelos nobres vereadores. 


 É um assunto muito pertinente e que merece a atenção da família Guairense sobre a questão levantada pela Vereadora Maria Adriana Gomes quanto aos problemas sérios que vêm ocorrendo na Creche Nilce. Segundo a parlamentar, com cinco anos de uso a Creche Nilce está em péssimas condições, os únicos dois extintores estão há mais de dois anos vencidos, os poucos berçinhos que são utilizados pelas crianças estão sem condições de uso e os banheiros alagados, finalizou Maria Adriana Gomes, é uma situação muito deselegante para a sociedade que confia e paga seus tributos para que seus filhos tenham acesso de qualidade ao sistema público. 

 A vereadora Dra. Ana Beatriz Coscrato Lélis também acrescentou em sua profícua fala suas visitas às creches no período de recesso, pontuando o vencimento dos extintores. 

 Quem frequenta a rede de ensino, na sua grande proporção, são crianças das regiões periféricas que são acolhidas pela rede, no entanto os Legisladores precisam abraçar esta causa e tê-la como prioridade para mudar Guaíra em sua essência. 

 A mudança no sistema educacional precisa ser uma bandeira de todos. A função Legislativa, como é concebida em uma república representativa, não pode e não deve fechar os olhos para tais problemas.  
Os interesses individuais de quem comanda a Casa de Leis, nesse momento em que a pasta da educação encontra-se fragilizada deveria ser substituída pela solidariedade e a preservação dos bens e valores educacionais, cujas prioridades maiores são a transformação de nossa sociedade sob o manto da educação como meio. 

 Os vereadores fazendo uso de suas atribuições legais, todos juntos falando a mesma língua, podem visitar todas as creches e escolas municipais, a Câmara presente na educação – contudo - conhecer de perto o que tem ocasionado tantos problemas à pasta; diagnosticando e permitindo identificar as causas, opções e soluções, cada Parlamentar analisando e estabelecendo relações de causa-efeito em suas atribuições junto à rede de ensino público. É conhecendo os problemas de perto que os Representantes do Povo terão as ferramentas certas para minimizar as situações que têm afetado diariamente o desenvolvimento do sistema educacional de nosso Guaíra. Nunca será tarde para fazer a coisa certa! 

 Mas sabemos que os políticos em nosso país não se preocupam muito com educação, porque quanto mais o povo tiver conhecimento mais irão cobrar seus direitos, lutar por mais políticas públicas de qualidade, enfim poderá tirar esses mesmos políticos de seus poderes, então, para eles, melhor continuar do jeito que está. Porém temos um dado muito triste e alarmante, quase 50% da população brasileira mal sabe ler, escrever e interpretar um texto, isto é uma vergonha, infelizmente a classe política em qualquer uma das esferas (federal, estadual, municipal) não está preocupado com isso, lastimável, mas acreditamos que uma hora a população irá acordar do eterno berço esplêndido e lutará pelos seus direitos e deveres e construiremos um país melhor, mais justo.

 “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo” Nelson Mandela 

“Me movo como educador, porque, primeiro, me movo como gente” Paulo Freire

 “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer” Geraldo Vandré

Nenhum comentário: