14 de jan. de 2021

Momento de Reflexão:

Camilo Junqueira Prata, nas redes sociais: 

Nos últimos tempos, fui homenageado com um meme anticorrupção por conta das minhas manifestações pós 09/12 nas redes sociais. Hoje, fui homenageado com um novo meme dando a entender que suposto culto meu aos orixás estaria sendo efetivo por conta de um novo insucesso do Zé Eduardo e Renato na Justiça. 

Para quem não sabe, meme é uma versão atualizada de charge, ou ainda, um desenho que procura fazer comédia, tirar sarro de uma situação ou de uma pessoa ou pessoas. Recebo todos com muito senso de humor e risos. Estes foram feitos, provavelmente, por amigos, funcionários ou as duas coisas do Zé Eduardo e Renato.

 Infelizmente, as pessoas nos identificam na imagem e nos procuram porque nem sempre entendem o contexto, o motivo e a piada. Tem que estar muito por dentro do assunto!!! No caso do meme de hoje, mostra eu feliz com a impossibilidade de acabar o afastamento do Zé Eduardo e Renato. Para mim é indiferente, muitos que votaram 45 que estão infelizes com a estadia do Edvaldo no Paço Municipal... Fazer o que, né?! 

O que me interessa, de verdade, é a confirmação da cassação da candidatura do Zé Eduardo e Renato no TRE-SP, porque considero que houve excesso conforme já julgado pelo juiz eleitoral guairense.
Eu jamais bateria tambor ou acenderia uma vela sequer para piorar ainda mais a situação dos envolvidos no GAECO, porque simplesmente não precisa. 

 Primeiro, porque os objetivos da religião retratada (umbanda) parecem que não são bem esses, mas entendo, meme é meme... Em segundo lugar, a assessoria jurídica dos referidos mandatários afastados é tão precária que eles mesmos cavam a cova dos seus clientes. Confundir um procedimento de natureza criminal com um de natureza civil é demais, né?! É pedir para perder qualquer solicitação à Justiça. É o fim!!!

Nenhum comentário: