28 de dez. de 2012

Mano Brown sugere o impeachment de Geraldo Alckmin

24 de dez. de 2012

Quadra Esportiva do Bairro Padre Mário Lano continua abandonada - na Periferia de Guaíra/SP.

A Quadra do Bairro Padre Mário Lano, a COHAB I, com a ausência de fiscalização dos Órgãos Competentes, o abandono e a falta de manutenção está impedido os moradores do Bairro de praticar atividades esportivas, nesta quadra destruída. É precária a situação que se encontra esta Quadra abandonada pelo poder público, ela vive suja, com o alambrado destruído e sem cuidado nenhum.

20 de dez. de 2012

A decisão do STF é uma afronta a cidadania.

No julgamento da ação penal 470, ficou prevalecido os argumentos do Supremo Tribunal Federal (STF) de cassar o mandato de três Deputados Condenados na ação, mesmo que sem provas cabais. A decisão do STF contraria o “art. 55 da Constituição Brasileira”, que afirma com clareza que a cassação de mandatos de parlamentares é ato privativo da Casa Legislativa. Imagine se STF for nutrido de poderes para cassar um Presidente da República? Cassar o mandato dos parlamentares condenados pelo escândalo da novela midiática apelidado de "Mensalão" foge a alçada do STF. No Brasil, os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário complementam uns aos outros, mas o mais importante de todos é sem dúvida o Legislativo que emana do povo, ou seja, cabe ao Parlamento Legislar e, nessa esfera, nortear e estabelecer limites aos outros poderes - sobretudo, o STF não pode se colocar acima do Parlamento. A decisão do STF é uma afronta a cidadania.

Vereador João José Oliveira é diplomado e recebe o carinho da família guairense.



Foto: Max Miler
Na tarde desta quarta-feira (19), na Câmara Municipal, o vereador eleito João José Oliveira, foi diplomado e recebeu o carinho da família guairense. João José Oliveira é força Jovem no Legislativo Municipal.

19 de dez. de 2012

Quadra Poliesportiva do Bairro José Pugliesi e o abandono

O que está nas redes sociais: é que sob o governo do prefeito José Carlos Augusto, a Quadra Poliesportiva que está localizada no Bairro José Pugliesi, e que atende vários Bairros da periferia da cidade, se encontra atualmente abandonada, sem a devida fiscalização dos Órgãos Competentes. Quem passa por ali se assusta ao ver o abono que se encontra esta Quadra Poliesportiva, o mato toma conta de tudo, a estrutura necessita urgente de uma reforma. Esperamos que o prefeito eleito, em 2013, ao assumir o paço municipal, possa resolver esse problema que aflige os moradores da periferia.
Fotos: Facebook do Jorginho Cruz

O papel do judiciário e a influência da mídia

18 de dez. de 2012

STF dá o Golpe !

 Imagem ilustrativa
 Por Paulo Henrique Amorim, no Conversa Afiada

No fim do voto desta segunda feira, o Ministro decano Celso de Mello deu o Golpe que parecia subentendido em todo o julgamento do mensalão (o do PT).

Celso de Mello sustentou-se em Chico Ciência, Francisco Campos, o redator das Constituições ditatoriais de Vargas, para assegurar categoricamente:

Cabe ao Supremo e o poder de interpretar e FORMULAR a Constituição !!!

Com isso, ele advertiu o Presidente da Câmara, Marco Maia, acusado de “corporativismo”.

Em outras palavras: não ouse deixar de cumprir a cassação de mandatos.

Casse o Genoíno e abaixe a cabeça !

Mello chegou a de ameaçar Marco Maia de uma condenação penal por crime de prevaricação.

Ou seja, ou faz o que eu mando ou vai em cana.

O Supremo, disse ele, tem o MONOPÓLIO da última palavra sobre a Lei.

Advertiu Maia, sem dar o nome: se resistisse, estaria a rasgar a Constituição.

Amigo navegante, é o ápice do julgamento.

A sua obra prima.

Tudo o que você viu até agora foi a preparação para esse ato solene: a coroação do Senado e sua corte de Imperial.

O Supremo deu o Golpe !

Como no Paraguai !


Em tempo: Louve-se que o Ministro Lewandowski insistiu em que o voto dele se baseou na Constituição, assim como votada pelos representantes do povo em 1988.

17 de dez. de 2012

Casaldáliga está ameaçado de morte

Por Leonardo Sakamoto, no seu blog:
Pedro Casaldáliga, bispo emérito de São Félix do Araguaia e um dos maiores defensores dos direitos humanos no país, mais uma vez está marcado para morrer Aos 84 anos e doente, teve que deixar sua casa em São Félix do Araguaia por conta das ameaças surgidas em decorrência do governo brasileiro, finalmente, ter começado a retirar os invasores da terra indígena Marãiwatsédé, Nordeste de Mato Grosso – ação que sempre foi defendida por ele.


Incentivados por fazendeiros e políticos locais, alguns grupos de invasores decidiram resistir à decisão judicial de sair e forçaram conflitos com as tropas, além de ameaçar lideranças.

Casaldáliga, junto com Tomás Balduíno, dois bispos engajados na luta pela dignidade no campo, serão homenageados, nesta segunda (17), na entrega do Prêmio Direitos Humanos 2012, em Brasília.

Joseph Ratzinger, em um discurso a bispos brasileiros na época da nossa última eleição presidencial, afirmou que “os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas”. Ou seja, Bento 16 pediu para que os representantes de sua igreja orientassem politicamente os fiéis. E seguiu o script esperado, condenando o aborto e a eutanásia e, implicitamente, a pesquisa com embriões para obtenção de células-tronco.

Todas as igrejas e suas chefias são livres para elencar seus assuntos mais importantes. Mas fico imaginando a pauta de preocupações se, ao invés de Joseph Ratzinger, fosse Pedro Casaldáliga o papa. E, ao se dirigir a bispos brasileiros, fizesse outro tipo de “juízo moral” em “matérias políticas”, retomando palavras que ele proferiu há tempos:

“Malditas sejam todas as cercas! Malditas todas as propriedades privadas que nos privam de viver e amar! Malditas sejam todas as leis amanhadas por umas poucas mãos para ampararem cercas e bois, fazerem a terra escrava e escravos os humanos.”

A Teologia da Libertação tem sido uma pedra no sapato de quem lucra com a exploração do seu semelhante. Na prática, esses religiosos católicos realizam a fé que a Santa Sé não consegue colocar em prática. Pessoas como Pedro Casaldáliga, Tomás Balduíno, Henri des Roziers, Erwin Klautler e Xavier Plassat que estão junto ao povo, no meio da Amazônia, defendendo o direito à terra e à liberdade, combatendo o trabalho escravo e acolhendo camponeses, quilombolas, indígenas e demais excluídos da sociedade.

Bento 16, no mesmo discurso, defendeu a solidariedade aos pobres e desamparados. Como ex-coroinha, fico pensando em que tipo de solidariedade ele estava falando? Da caridade? Uma ação pouco útil, que consola mais a alma daquele que doa do que o corpo daquele que recebe?

Ou da solidariedade de reconhecer no outro um semelhante e caminhar junto a ele pela libertação da alma e do corpo de ambos? Se for a primeira, ele está pregando a continuidade de uma igreja que ainda não consegue entender as palavras revolucionárias que estão no alicerce de sua própria fundação.

Se falou da segunda, a solidariedade como redenção do corpo e da alma, ele se referiu claramente à Teologia da Libertação.

Prefiro acreditar que ele estava falando da primeira, pois seria irônico a atual administração do Vaticano pregar algo que o catolicismo vem combatendo há tempos.

Enquanto isso, nossa realidade continua lembrando muito daqueles microcosmos de poder do Brasil profundo, presentes nas obras de Dias Gomes: o padre, o delegado e o coronel, amigos de primeira hora, tomando uma cachacinha na (ainda) Casa-grande, gargalhando da vida e discutindo sobre os desígnios do mundo, que – para eles – deveria ter a cara de seu vilarejo.

10 de dez. de 2012

COHAB I e o abandono.

O que está nas redes sociais, é que sob o governo do prefeito José Carlos Augusto, no bairro COHAB I, na Rua 48 esquina da avenida 29 A, ainda não terminou a obra que está causando constrangimentos aos moradores do bairro, pois há vários dias que não se encontra nenhum funcionário no local da obra. O abandono é tanto por parte da administração pública e dos órgãos fiscalizadores, os moradores  plantaram  uma árvore no local da obra, para protestar. Deixamos aqui uma reflexão aos leitores desse humilde blog: será que a obra terá seu término até 31 /12 data limite para o prefeito atual?
 Foto  retirada do Facebook do Jorginho Cruz 
 

7 de dez. de 2012

Sessão Ordinária nesta terça-feira 11/12, poderá votara o projeto de Zoneamento Urbano.

Será realizada nesta terça-feira, dia 11/12, na câmara municipal mais uma Sessão Ordinária. Durante a Sessão será votado pela segunda vez o projeto de Zoneamento Urbano enviado pelo prefeito Zé Carlos, e que poderá inviabilizará a construção das 1000 casas, por isso, não deixe de comparecer á câmara municipal neste dia.

5 de dez. de 2012

Zoneamento Urbano poderá atrapalhar a construção das mil casas – Oh! Até tu Renato.



Recente em nosso município, um projeto de Zoneamento enviado pelo Prefeito Zé Carlos à Câmara Municipal para ser apreciado e votado, está deixando a família guairense muito preocupada com esse projeto enviado à Câmara Municipal no cair da noite.

Durante a última Sessão na Câmara Municipal (27/11), a família guairense compareceu em massa, para protestar contra esse projeto de Zoneamento Urbano que poderá atrapalhar a construção das 1000 casas (Plano de Governo do Grupo Juntos pela Verdade) e ainda de quebra causar  sérios problemas na rede de água e esgoto.

O município nestes últimos quatros anos sofreu com do déficit habitacional, no entanto, em Guaíra o aluguel está sendo o mais caro da região, reflexo do crescente número de loteamentos aprovados pela Câmara Municipal.

Com o excesso de loteamentos na cidade, as lagoas de estabilização estão sobrecarregadas, e se for aprovado mais esse novo Zoneamento Urbano, poderá causar um estouro  nas lagoas de estabilização e nas redes de água e esgoto da cidade, em nosso município existe uma quantidade exagerada de loteamentos ociosos espalhados pela cidade, sem os devidos cuidados do poder público, com  as chuvas poderão acender uma epidemia de dengue no município.

Voltando a falar da questão do projeto de  Zoneamento Urbano, enviado pelo Prefeito Zé Carlos à Câmara Municipal no cair da noite, que recebeu a primeira votação favorável, que poderá no ano que vem atrapalhar a construção das 1000 casas que irá sanar o problema déficit habitacional que assolou o município nestes últimos quatro anos.

O projeto de Zoneamento Urbano que poderá atrapalhar a construção das 1000 casas e causar sérios problemas a rede de água e esgoto, recebeu em primeira votação os votos dos vereadores Renato César Moreira, João Barbosa, Reginaldo Moretti, José Mendonça, Cecílio Prates e a Vereadora Marília Landim, os vereadores que votaram contra e que estão a favor da construção das 1000 casas foram o vereador José Renato Tavares e a vereadora Maria Aparecida Silva Armani.

A classe de baixa renda do município anseia pela construção das 1000 casas populares, não pode ficar à mercê desse projeto, que segundo matéria vinculada em  o novo O Jornal, neste último sábado (01/12), destacou em sua capa que apoiadores do governo Zé Carlos como o “vereador Renato Moreira e sua esposa, a família Pugliesi e uma herdeira da família Lacativa, controlado do Jornal O Guaíra”, estão por trás desses loteamentos que poderá inviabilizar construção das 1000 casas.

A classe menos favorecida que a maioria vive na periferia da cidade, não pode ficar de braços cruzados, mediante esse lamentável fato, a necessidade da casa própria e viver com dignidade, são direitos constituídos que não pode ser negado a essa comunidade.

A próxima Sessão Ordinária na Câmara Municipal que poderá votar esse projeto de  Zoneamento Urbano pela segunda vez,  sobretudo,   retrocederá a questão das moradias  em nosso município acontecerá no dia 11 de dezembro, não deixe de comparecer à Câmara Municipal neste dia, para solicitar aos vereadores que deixe esse projeto,  para ser votado no ano que vem, depois de um estudo sobre o Plano Diretor do município.


3 de dez. de 2012

Exclusivo: Notícias de Guaíra/SP - Sérgio de Mello pede a retirada do projeto.

GUAÍRA DESPENCA NOVAMENTE NO ÍNDICE FIRJAN

O Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM), criado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, é um estudo anual do Sistema FIRJAN que acompanha o desenvolvimento de todos os 5.564 municípios brasileiros em três áreas: Emprego & Renda, Educação e Saúde. Ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Mais uma vez Guaíra despenca drasticamente no Índice Firjan, principal medidor de desenvolvimento dos municípios do país. Nosso Município, que no ano de 2008, chegou ocupar 4º posição no ranking Firjan, que deixou o município em uma posição confortável, em relação a outros municípios, declinou bruscamente - saindo da vergonhosa posição de 178º (dados de 2009) e atingindo a lastimável 288º posição no ranking. Os novos resultados foram publicados no dia 26 de novembro e são relativos ao ano de 2010.