17 de out. de 2016

A dor de cabeça de Zé Eduardo e Renato Moreira

Adeir Alves: 

 Zé Eduardo e Renato Moreira tem tudo para entrar para história do município como gestores reformadores erguendo uma Guaíra sobre a égide dos princípios éticos e morais. A dupla dinâmica vão abraçar uma prefeitura a esmo carente de uma boa gestão pública.... Mas, entretanto, isso não é nada comparado a sede insaciável dos caninos órgãos de imprensa pelo robustos contratos com a prefeitura, Zé e Moreira precisão jogar duro com a imprensa, ou vão sofre a maior dor de cabeça.


 Para a administração pública se proteger das investidas ferozes da família-imprensa será preciso valorizar o Diário Oficial do Município (DOM), criar mecanismo de divulgação das ações da gestão pública, isso implica coragem e ousadia de quem for assumir a pasta do setor de comunicação; enfrentar os serpentários dos jornalões e revistonas sem ética, não será uma tarefa fácil como também não é impossível já que os mesmos (as) estão vivendo aos trancos e barracos.

10 de out. de 2016

A Cultura poderá ser o escudo de Renato Moreira

Adeir Alves: 

 As atividades culturais nos bairros da cidade nesses últimos anos ficaram a mercê da inércia, foi na verdade um sofrimento, que Deus nos acuda, salve se quem puder! Sem as devidas atividades culturais nos bairros, a ociosidade tomou conta da cidade. A cultura traz para a sociedade guairense um conhecimento e uma riqueza sem igual, portanto, os costumes, a música, a arte e, principalmente, o modo de pensar e agir faz parte da cultura de nossa sociedade e devem ser preservados nos bairros, para que nunca se perca a singularidade e os valores do coletivo, porém os valores que permeiam a cultura não podem e não devem ficar escorado na falta de comprometimento!

5 de out. de 2016

Nem tudo será um mar de rosas, Zé Eduardo e Moreira estarão entre a cruz e a espada!

Adeir Alves: 

 Nos últimos anos, a prefeitura perdeu o poder de investimentos. Mas o que pode ter ocasionado tal feito: excessos de cargos comissionados, outros com cargos com salários de 7 Mil, isso foi transformando em uma bola de neve que vai cair nas mãos de alguém, para piorar: o outro lado da moeda, o orçamento municipal é reduzido mais de 51/% à folha de pagamento do funcionalismo público, aí tem 25/% destinado à educação municipal e 15/% para saúde pública, ainda tem os recursos para o esporte, lazer, cultura, assistência social, na verdade a prefeitura perdeu o poder de investimentos por conta do inchaço em sua folha de pagamento.

3 de out. de 2016

As seis missões de Zé Eduardo e Renato Moreira

Adeir Alves:

 Nos últimos anos Guaíra atravessou momentos de turbulência pela falta de planejamento e má gestão.  

Missão 1: Não será uma tarefa fácil para dupla dinâmica, erguer o município debaixo dos escopros da inércia. Com aproximadamente 51% do orçamento público comprometido com a folha de pagamento dos funcionários públicos, Zé Eduardo e Moreira terá que ter uma carta na manga para turbinar o orçamento municipal, que pode vir da ponte que deverá ser construída entre Guaíra e o Governo de São Paulo, Geral Alckmin (PSDB) juntamente com o Deputado Estadual Roberto Engler (PSDB) e o Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, que foram apoiadores de sua campanha, no sentido de captar recursos para somar ao orçamento público. 

2 de out. de 2016

Hoje é um grande dia para todos nós

Adeir Alves:

 Hoje é um grande dia para todos nós, um dia que daremos uma lição de cidadania amparada nos pilares dos direitos constituídos, conforme o artigo 1º de nossa Constituição Federal, e é sobre esse direito emanado pela força do Povo, que iremos dar nossa contribuição para o desenvolvimento de nossa cidade. 

É hoje, a partir das 8h00 que todos podem, caminhado e cantando, vem, vamos embora que já chegou um novo tempo para Guaíra, a mudança na política é dever atribuído a todos!